Empresa escolhida para operar VAR em competições nacionais não é registrada no Brasil, diz portal

Após diversas ligas nacionais e competições de futebol adotarem o Virtual Assistent Refeere (VAR), também conhecido como árbitro de vídeo, a CBF chegou a acordo para ter a tecnologia na Copa do Brasil e nas 38 rodadas do Brasileirão. Entretanto, a empresa Hawk-Eye, vencedora da licitação para administrar o recurso em tais campeonatos, não é registrada no Brasil, segundo informação do Globo Esporte.

Dentre as pendências para a regularização da empresa em território nacional, uma delas é a presença de apenas dois monitores brasileiros reconhecidos pela International Football Association Board (IFAB) – instituição responsável por regulamentar as regras do futebol.

O fato, aliás, diverge de um dos requisitos que a CBF havia imposto para durante o lançamento do edital para administração do VAR nas competições do futebol brasileiro, que era de ter ao menos 30 monitores brasileiros homologados pela IFAB. Vale ressaltar que a Hawk-Eye dispõe de profissionais para tal função, porém, com outras nacionalidades.

Em meio a tal cenário, o Brasileirão está marcado para ter início no último fim de semana do mês de abril. Com a tabela já lançada, o Flamengo sabe que terá um confronto importante logo na estreia: em casa, o Rubro-Negro receberá o Cruzeiro, atual bicampeão da Copa do Brasil.

0 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular