Everton Ribeiro revela estratégia usada em cobranças de pênaltis

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

O Flamengo enfrentou o Fluminense na última quarta-feira (27) e venceu por 2 a 1. O resultado classificou o Rubro-Negro para a final da Taça Rio, e Everton Ribeiro foi o responsável por marcar o gol do desempate nos acréscimos do segundo tempo. O meia concedeu entrevista ao Globoesporte.com e falou sobre sua cobrança de pênalti.

Quando contratado, em junho de 2017, Everton Ribeiro foi a contratação mais cara da história do Flamengo, custando cerca de R$ 22 milhões na época. Após um início contestável, o camisa 7 definitivamente caiu nas graças da torcida. Sua cobrança de pênalti chama a atenção, e ele explicou como faz para deslocar os goleiros e manter a tranquilidade.

Eu acabo treinando daquela forma, não colocar tanta força porque me sinto bem batendo mais colocado. Eu tento deslocar para que o goleiro não possa chegar na bola. Quando chego perto, vejo ele saindo e tento mudar o canto, senão bato forte no canto que escolhi. Meu primeiro gol aqui foi de pênalti. Tenho alguns na minha carreira, mais acertei do que errei (risos) —, revelou o camisa 7, que confessou sentir friozinho na barriga:

Com certeza (sinto frio na barriga). A gente já vai pensando em mil possibilidades, mas a confiança no trabalho é grande e graças a Deus vem dando certo —, completou.

Nos acréscimos do Fla-Flu, Everton Ribeiro, que foi o capitão do Flamengo na partida, foi o responsável por pegar a bola e cobrar o pênalti. Ao ser questionado sobre a pressão daquele momento e a visível tranquilidade que demonstrou, o meia-armador apontou a sua frieza como motivo de se manter tão calmo mesmo com toda a cobrança e importância sobre ele naquela hora.

As emoções ali estão à flor da pele, a gente olha a torcida, o adversário… Mas na hora que pego a bola tento respirar fundo, concentrar, ver onde posso bater e fazer o meu melhor. Procuro ser calmo -, disse o meia, que ainda complementou:

— Eu sou mais calmo, acho que isso vem desde pequeno. Deus me deu essa calma toda aí, mas a emoção é forte. E treino bastante, os goleiros aqui me dificultam muito para na hora do jogo poder acertar. Então é frieza, mas também tranquilidade de estar treinado.

O Flamengo agora se prepara para enfrentar o Vasco da Gama na final da Taça Rio. O Rubro-Negro, que já está classificado para a semifinal geral do Campeonato Carioca, deve ir com os reservas para o jogo. A partida, que será disputada no próximo domingo (31), vai ter início às 16h (horário de Brasília), no Maracanã.

Veja também

  • Everton Miteiro .. o mais regular … Joga fácil em qualquer posição.

Comentários não são permitidos.