Marcos Braz aprova novo formato do Mundial de Clubes: “Quem for campeão, será com contundência”

FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

A FIFA anunciou, na última sexta-feira (15), o novo formato que irá adotar para o Mundial de Clubes a partir de 2021. As mudanças que mais chamaram a atenção foram a presença de 24 times e a disputa a cada 4 anos. Em entrevista concedida ao GloboEsporte.com, o Vice-Presidente de Futebol do Flamengo, Marcos Braz, se mostrou favorável à alteração imposta pela entidade.

– Acho que é justo. Vai ficar mais difícil, mas, quem for campeão, será com contundência. Exige planejamento a longo prazo. Mesmo que seja campeão da Libertadores, é preciso manter um time altamente competitivo. É importante essa mudança para passar grandeza e unidade. Espero que seja uma contribuição para um calendário unificado, que é importantíssimo. O Brasil precisa se adequar. Que o Flamengo possa ganhar para estar em 2021. Temos que aproveitar agora, porque depois será de quatro em quatro anos -, aprovou o vice do Flamengo.

Outros dirigentes brasileiros também opinaram sobre o novo modelo, e alguns preferiram esperar mais detalhes da FIFA para se posicionarem a favor ou contra. Dentre os 24 clubes participantes no formato, oito são europeus e seis são sul-americanos. A primeira edição será organizada em junho e julho de 2021, ocupando a janela do calendário que outrora era preenchida pela Copa das Confederações.

Enquanto a modificação não acontece, o Flamengo segue forte na busca pelo bicampeonato da Copa Conmebol Libertadores, que o garantiria no Mundial de Clubes do final do ano. Ainda na primeira fase de torneio, o clube da Gávea possui 100% de aproveitamento, com vitórias sobre o San José-BOL, fora de casa, e LDU-EQU, no Maracanã. Os comandados de Abel Braga retornam a campo pela competição continental somente no dia 3 de abril, data em que enfrentam o Peñarol, do Uruguai, novamente no Maracanã.

Veja também

  • Vai ser difícil um sulamericano ganhar, mas se ganhar, pode bater no peito com vontade que é melhor do mundo, é espero que nosso Mengão seja o primeiro a conquista-ló!

  • É essa porra ai mesmo Marcos Braz! tenho visto o pessoal com medo, alegando dificuldades agora com mais europeus, porem eu vejo diferente! Vejo a motivação certa para o crescimento dos clubes como um todo, teremos que nos aperfeiçoarmos, buscar novas ideias táticas, novas formas de jogar, saindo assim de vez do pragmatismo, certamente virá alguém e irá falar que a diferença técnica é gigante, mas a verdade q ela é o de menos, afinal de contas será que busquets é melhor do que cuellar, gabigol é tão pior assim comparado a fekir? aguero, benzema, firmino, lewandoviski… vejo esses caras perderem muitos gols como nossos melhores atacantes aqui no brasileirão, o que falta é basicamente tática e nisso estamos bem atras se tratando até de américa do sul!

  • Não faz o menor sentido. O campeão nacional é decidido a cada ano. O campeão regional, onde tem, é decidido a cada ano. O campeão continental é decidido a cada ano. Porque o campeão do mundo é decidido a cada quatro anos? Qual a lógica? É uma decisão que visa apenas o lucro pra FIFA mas não tem a menor lógica de competição.

  • acho q em 2 e 2 anos seria o ideal 4 e 4 fica sem logica querem fazer outra copa do mundo

  • Formato interessante. Temos que levar este título antes de mudarem o formato…

  • Importante é saber quanto será a premiação para os participantes para os clubes terem lucro e não a Fifa.

Comentários não são permitidos.