fbpx

Ninho do Urubu quase foi envolvido em troca pelo CFZ, do Zico

Na gestão do ex-presidente Hélio Ferraz (2002/2003), o Flamengo quase trocou o terreno do Ninho do Urubu e a casa de São Conrado pelo CFZ, do Galinho. Com dificuldades financeiras, o Flamengo não tinha para onde mandar a base, que na época treinava em Sendolândia. O negócio quase foi fechado e estava tudo acertado com o diretor do Centro de Futebol Zico, mas o Maior ídolo da Nação Rubro-Negra não aprovou o negócio. As informações são do Blog Ser Flamengo.

Os últimos anos ficaram marcados pela quantidade de obras no local. Em dezembro de 2016 foi inaugurado o primeiro módulo, para o elenco profissional, mas que ficou pouco tempo usando, já que no final de 2018, um novo módulo foi inaugurado, deixando o antigo – porém novo -, para as categorias da base do clube.

Até erguer o CT, décadas se passaram. O clube contou com doações de torcedores, teve um longo período com dificuldades financeiras. E, só em 2010, o time adotou o Ninho como local de treinamento, ainda em condições precárias. Foi na administração de Helal, nos anos 80, que o clube comprou o terreno, na Zona Oeste do Rio, com o dinheiro da venda de Zico para a Udinese da Itália.

4 Comentários

  • Não foi com o dinheiro da venda vdo Júnior para o Torino? Acho que foi. 4 milhões de reais ( cruzeiros) ou outra moeda que não lembro qual era. O dinheiro do Zico foi 04 milhões de dólares.

  • O Flamengo tem que compra o terreno ao lado já oferecido pelo proprietário para mais qualidade na hospedagem dos garotos e quantidade só assim conseguiremos compra um terreno para construção do estadio

  • Flamengo conseguindo por ano uns de 2 a 3 jogadores de qualidade como Paquetá e Vinícius em cinco ano constrói um estádio para 60.000 pessoas com ajuda dos torcedores

  • Criação de sites e aplicativos para celular