Presidente mais vitorioso do Flamengo, Márcio Braga diz que primeira palavra foi “Mengo”

É impossível falar da história do Flamengo e não citar Marcio Braga. Foram seis mandatos – totalizando 14 anos-, inúmeras contratações de ídolos eternos e um marco: o presidente mais vezes campeão da história rubro-negra, com 32 títulos oficiais. Nesta ideia de mostrar aos torcedores histórias maravilhosas e curiosas que constroem o Flamengo, a FlaTV lançou nesta sexta-feira (29) a série: Presidentes da Nação. O primeiro entrevistado, é claro, foi o ex-político Marcio Braga.

”Vovó dizia que antes de dizer papai e mamãe eu disse mengo”, assim se iniciou a história de amor entre Marcio e Flamengo. No entanto, sua ligação direta com o clube ocorreu quando ainda era juiz auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva da Confederação Brasileira de Desporto e conheceu o André Gustavo Richer, presidente do Flamengo de 1969 a 1973. Após ajudá-lo com os banqueiros da época, fechou-se o denominado grupo forte, que se desfez após a eleição de Hélio Maurício. O nome de Marcio Braga ganhou força quando o grupo decidiu unir-se novamente para ampliar a busca por candidato em uma tentativa de impedir a terceira reeleição de Hélio.

Sempre almocei no Jockey Clube, no centro da cidade, e o João Havelange (dirigente esportivo) almoçava lá de vez em quando. Eu tinha uma mesa que sempre tinha uma bandeirinha do Flamengo. Foi quando o João comentou com seu parceiro de almoço: “bom nome desse rapaz (Marcio Braga) para a presidência do Fla, mas não ganha. O Hélio Mauricio tem 600 votos cativos”. A pessoa me contou e eu falei: “quando você se sentar com ele de novo, diz que vou ganhar do Hélio no capote. Ele tem 600 votos e vamos botar lá 1.200″. Não deu outra. Nós demos uma surra. O doutor Roberto Marinho abriu a TV Globo para anunciar essa eleição no Flamengo. Nós começamos dizendo que a democracia começa pelo Flamengo”.

Foi, inclusive, no mandato de Marcio Braga que as emissoras começaram a pagar direitos de imagem e transmissão, após a briga ser levada à justiça.  Porém, foi ao falar do sonho de criança e do primeiro campeonato vencido em cima do rival, Vasco da Gama, que Marcio começou a se emocionar.

O sonho de todo menino é ser presidente do Flamengo. Imagina ser presidente e ganhar o campeonato em cima do Vasco. Na hora em que o Rondinelli marcou o gol, no quadragésimo minuto do segundo tempo, me veio uma coisa do peito para a cabeça, uma sensação fortíssima. Por isso, eu digo que é o gol da minha vida.

O especial ainda abordou temas como o baile do vermelho e preto, muito popular nos anos 70; O brilho dos torneios internacionais da época, quando ainda era possível sair entre o Campeonato Carioca e o Campeonato Brasileiro para disputar torneios europeus; As contratações de peso, como, por exemplo, o Nunes – Lico e Carpegiani foram outros nomes escolhidos pelo presidente na época. A grande emoção do especial, que terá continuação, ficou reservada para o final: o primeiro título brasileiro, em 1980. O presidente não se conteve e foi às lagrimas ao lembrar de como respondeu aos atos ocorridos em Belo Horizonte, no jogo contra o Atlético Mineiro, quando Rondinelli sofreu uma forte entrada, lesionando a mandíbula e o cenário tornou-se de guerra.

Essa consolidação, como você está dizendo, com a conquista do Campeonato Brasileiro, foi uma decisão política tomada na cozinha do avião na volta da derrota que sofremos diante do Atlético Mineiro. Eu disse: “se formos revidar o que aconteceu em Belo Horizonte, nós vamos perder o campeonato. Temos que mostrar que o futebol no Rio de Janeiro é carnaval, é festa”. Se eu não tivesse tomado aquela decisão de fazer uma festa ao invés de fazer uma guerra, de proteger a torcida do clube adversário, de receber condignamente os dirigentes do Atlético, nós não tínhamos ganho. Quem é que foi o campeão em 80? Quem é?, concluiu o presidente bastante emocionado.

O especial da FlaTV dividiu a entrevista com o ex-presidente Marcio Braga em duas partes. A continuação será em breve.

Veja também

  • BRASILEIRO É ASSIM, ARQUITETO DE OBRA PRONTA. SE NÃO FOSSEM OS PRESIDENTES JORGE HELAU, MÁRCIO BRAGA, ENTRE OUTROS, O FLAMENGO SERIA UM ATLÉTICO PARANAENSE, SANEADO, COM PATRIMÔNIO E EXCELENTE ESTRUTURA, MAS GANHANDO COTA DE TV DE TIME NANICO, POIS NINGUÉM TORCE PARA CLUBE SEM TÍTULOS DE EXPRESSÃO. GOVERNAR UM CLUBE DO TAMANHO QUE DEIXARAM O FLAMENGO SE TORNOU FICHINHA, BASTA SER SÉRIO.

  • Todos tem sua história no clube, mas ele tbm entra na história do clube por dívidas históricas. Em pensar que existi “torcedores” que preferem ficar no vermelho e ser campeão. O Flamengo hoje tem tudo para se firmar no topo entre os mais ricos da América do Sul.

    • Insensatez pensar que futebol funciona com má administração.se dependesse desse Márcio Braga estaríamos no vermelho e na mesma situacao dos rivais

  • Nilton Cunha, não fale besteiras pois o Flamengo só é um Clube gigantesco por conta das suas grandes conquistas do passado e muito disso se deve ao Márcio Braga, quer queiram ou não…
    EBM também faz parte da história do Clube por suas enormes conquistas extra campo, que ajudaram o Flamengo a se estabilizar financeiramente e hoje poder dizer com orgulho que está perto de poder juntar títulos importantes e finanças em dia e com superávit nas contas, sendo um Flamengo realmente a altura das suas tradições.
    Mas lembre se de que todos tiveram e têm a sua importância nesse processo de reestruturação.
    Não somos um Clube, somos uma Nação!
    SRN

    • Eu não sei se fico rindo ou se choro de rir se dependesse do marco Braga estaríamos lutando contra o rebaixamento esse ano e dizendo se na cairmos é lucro. ..depois com EBM talvez ganhemos títulos porém não iremos cair e levaremos esse legado pra zuar os rivais. Besteira foram as dívidas que os presidentes anteriores deixaram pro flamengo se vc gosta do kleber leite patrícia Amorim marcio Braga leva eles pra administração das tuas finanças pois nenhum bom negócio funciona sem dinheiro e com esses aí estaríamos falidos

  • Por incrível que pareça o EBM nao ganhou muitos titulo mas deixou um legado que nos permite sonhar em fazer história…os que passaram antes só nos permitiram sonhar em não cair pra série b… bando de ladrões

Comentários não são permitidos.