Torcedor que agrediu adversário é excluído de sócio-torcedor do Flamengo

FOTO: REPRODUÇÃO

O Flamengo venceu clássico contra o Fluminense no último domingo (24). Apesar do resultado positivo, a partida ficou marcada por uma cena triste. Após o jogo, as redes sociais mostraram vídeo de um torcedor rubro-negro agredindo um tricolor na saída do estádio sem qualquer motivo ou justificativa.

O agressor, identificado como Matheus Morbeck, foi autuado e detido nesta terça-feira (26) após denúncia anônimas. Além da polícia, o Flamengo também agiu contra o vândalo da forma que lhe cabe: excluindo-o do programa de sócio-torcedor, o Nação Rubro-Negra.

O clube citou o artigo 12.1.2 dos termos e uso do programa como justificativa. O trecho fala de rescisão de contrato de forma unilateral e entre os critérios cita “caso o usuário […] realizar ações violentas, brigas ou vandalismo”. A nota oficial cita, ainda, o artigo 12.3, que diz “nas hipóteses de rescisão previstas […] o Programa poderá, a seu exclusivo critério, não aceitar nova contratação pelo mesmo usuário, sem limitação de tempo[…]”.

Assim, o Flamengo mostra ação contra a violência e estabelece antecedente para próximos casos. O torcedor que participar de ações violentas não terá facilidades para voltar ao estádio nem aproveitar os benefícios que o clube oferece.

Veja também

  • Bem feito ,acho é pouco

  • Mano do ceu, isso foi um dos maiores absurdos de intolerância q ja vi, Alguém sabe oq.aconteceu com esse bandido?

  • Vagabundo deveria ser preso. Indignado com o que vi.

  • Certinho

  • Sou Flamengo desde que nasci, tenho 50 anos, meu pai 83 anos é Vascaíno, sempre fui assistir jogos com meu velho, agora um babaca desse agredir um idoso, só por que estava com a camisa de outro clube, idiotice, babaquice, somos adversários, não inimigos, deve ser preso, um babaca desse

    • Infelizmente ser preso já foi vergonha,hoje é motivo de orgulho ,virou status para eles.

  • Parabéns diretoria.
    Bandido não tem o direito de privar ninguém a liberdade..

Comentários não são permitidos.