Wesley Paulo: “Acertamos nas contratações?”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Nesse início de 2019, com o dinheiro da transação envolvendo Paquetá e o Milan em caixa, o Flamengo conseguiu fazer investir altos no time profissional de futebol. Chegaram, Gabigol por empréstimo, Arrascaeta, Bruno Henrique e R.Caio, por definitivo.  Ainda é cedo para maiores conclusões, mas pode-se ao menos fazer uma avaliação inicial de como cada um deles se comportou até aqui na temporada.

Arrascaeta: único dos reforços que ainda não é titular, por opção do treinador, porque o uruguaio até aqui já demonstrou que é um jogador diferenciado, criativo, e já fez gol no clássico contra o Vasco. Com certeza, merece mais oportunidades no time principal, seja no lugar de Diego, ou Arão que embora façam bons jogos contra adversários menores, sempre somem em decisões e jogos importantes, e não possuem, hoje, a mesma técnica do uruguaio de 24 anos.

Rodrigo Caio: chegou com desconfiança, mas hoje é um dos jogadores mais regulares do elenco, rápido, com boa antecipação, bola área ofensiva, tem tudo para formar uma de dupla de zagueiro veloz e diferente com Léo Duarte, como os dois são velozes, o time do Flamengo pode sempre jogar em uma linha mais alta, sufocando o time adversário, o que já vem acontecendo, vide as últimas partidas contra LDU e Madureira. O ponto negativo, é a área bola defensiva, o que pode ser trabalhado em treinamentos específicos, e também seu porte físico, podendo perder no contato direto com centroavantes mais fortes.

Bruno Henrique: é um daqueles jogadores que parecem ter nascido para jogar no Flamengo, veio de uma temporada não tão boa pelo Santos, fato que fez muito rubro-negro não se empolgar muito com sua contratação, mas já chegou fazendo gols, dando assistências, correndo muito, exalando raça, e mostrando bom entrosamento com Gabigol. É um jogador interessante, que dá profundidade ao time, tem muita velocidade, e sempre levanta a cabeça antes de definir a jogada, é o ponta que o Flamengo vem procurando desde 2017.

Gabigol: é outro que parece ter nascido para jogar no Flamengo. Com suas atitudes em campo e extra campo já inspira confiança na exigente torcida do Mengão, além de ser referência para as crianças, como era Vinicius Jr e Paquetá, é muito importante esse trabalho de despertar o carinho na nossa torcida mirim. Gabigol em campo, vem fazendo gols, inclusive gols decisivos na Libertadores, é um jogador que se movimenta muito bem, como vocês podem ver, quase todos os jogos ele tem muitas oportunidades claras de gol, além disso é um jogador que a bola não queima no pé, como acontecia com Dourado, e ainda acontece com Uribe. Falta converter mais oportunidades em gols, o que ao meu ver, acontecerá com ritmo de jogo no decorrer da temporada.

Sendo assim, pelo menos pelo que esses reforços apresentaram nesses três meses, o Flamengo investiu muito dinheiro, mas está conseguindo sim, ter esse retorno dentro de campo. É claro que ainda falta testes maiores, contra adversários mais fortes, como vai ser na sequência da Libertadores e no Campeonato Brasileiro, contudo a expectativa é de evolução, pois são jogadores que vieram de grandes times, e estão acostumados com grandes jogos.

Por: Wesley Paulo
Saudações RN.

6 Comentários
  • E reclamavam do Marcos Brás. Claro, não vou dizer que é o cara mais correto do mundo, mas já mostrou que tem mais poder de montar bons times que os seus antecessores. Lembrando que o Caetano e o Lomba também gastaram muito dinheiro na montagem do elenco.

  • Boa análise, mas quantos erros de português e concordância, fazer uma revisão do texto antes de publicar.

  • Criação de sites e aplicativos para celular