Bandeira de Mello presta depoimento sobre incêndio no Ninho do Urubu

FOTO: LANCE!

Ex-presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello foi ouvido nesta terça-feira (02) pela Polícia Civil, na 42ª DP, localizada no Recreio, Zona Oeste do Rio de Janeiro. O inquérito é referente à investigação da morte dos dez jovens das categorias de base do clube no incêndio ocorrido no Ninho do Urubu. A informação foi publicada, primeiramente, pelo jornal Extra.

Outro ex-dirigente do Flamengo ouvido pelas autoridades foi Alexandre Wrobel, que ocupava a pasta de Vice-Presidência de Patrimônio na gestão Bandeira e era responsável pelas obras no Ninho. O depoimento acontece quase 60 dias após a tragédia no CT do clube – completa dois meses no próximo dia 8. Ainda segundo o Extra, Bandeira de Mello chegou ao local acompanhado de um advogado particular e ficou durante uma hora e meia.

Sem a liberação total, o Ninho do Urubu permanece fechado para menores de idade. A orientação dada pelo Ministério Público é que os garotos de outras cidades não treinem sem a presença de seus responsáveis. Mais de 30 jovens seguem nesta situação e alguns, inclusive, tiveram que deixar o Rio de Janeiro, uma vez que suas famílias não podem acompanhá-los durante os treinos sob o risco de perderem o emprego no local onde residem.

Veja também

  • É sr Bandeira! A pressa para assumir a ‘paternidade da criança’, deu nisso. Só falta agora ele dá uma de Amadorim, que pra isentar-se das lambanças da sua gestão, dizia que delegava poderes a terceiros e que portanto, não tinha culpa de nada.

Comentários não são permitidos.