Chuteiras penduradas pelo “jogador comum”: em noite marcada por homenagens, Juan dá adeus aos gramados

FOTO: CARLA ARAÚJO / COLUNA DO FLA

Por: Carla Araújo

27 de abril de 2019. A partida contra o Cruzeiro, válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, já havia sido escolhida por Juan como a última de sua carreira. O zagueiro chegou ao Maracanã por volta das 19h, junto à delegação do Flamengo. Com o mesmo jeito tímido de sempre, não distribuiu sorrisos, mas aceitou falar com a imprensa sobre o que passou na cabeça durante o percurso da concentração até o estádio:

– Passa um filme de toda a carreira, antes da carreira também, nos tempos de torcedor. Eu frequentava o estádio e tinha o sonho de vestir a camisa do Flamengo no profissional. Com certeza, é uma mistura de emoções. Minha família e amigos estão aqui. Quero aproveitar cada detalhe. É uma noite para ficar na memória.

Naquele momento, Juan entrava no vestiário pela última vez como jogador profissional. O local não poderia ser outro: o velho Maraca, casa do Flamengo. Casa do clube em que não só Juan começou sua carreira profissional, como também era dono do seu coração. Em carta de despedida, publicada neste sábado, o zagueiro escreveu: “Comecei a gostar de futebol porque gostava do Flamengo”. Era o prenúncio de que vinha emoção por aí.

As homenagens começaram antes mesmo da partida contra o time mineiro. Nas tendas oficiais, dentro do estádio, copos do zagueiro estavam disponíveis para os torcedores. No campo, Juan recebeu uma camisa comemorativa das mãos do presidente Rodolfo Landim. Já era esperado, porém, que o zagueiro, aos 40 anos de idade, não começaria titular. Na verdade, ele não tinha condições nem de atuar por muito tempo.

Foi aos 45 minutos do segundo tempo que Juan entrou em campo. Ovacionado pela torcida, o zagueiro substituiu Everton Ribeiro e recebeu a braçadeira de capitão. Após o apito final, pegou a bola (emocionado), sendo jogado para o alto pelos companheiros logo depois. Deu, ainda, uma volta olímpica, agradecendo aos torcedores presentes, que corresponderam no grito: “É o melhor zagueiro do Brasil, Juan”.

Jogadores do elenco jogam Juan para o alto após o fim da partida (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Ao fim da partida, Juan falou mais uma vez com a imprensa, dessa vez acompanhado dos filhos, João Lucas e Miguel. Ao lado do zagueiro, um grande amigo e também ídolo: Julio Cesar, que há um ano se aposentava no mesmo lugar, pelo mesmo clube e ao lado do mesmo Juan. Julio deu dicas sobre como seguir em frente após a despedida dos gramados:

– Agora ele precisa curtir muito a família, porque a gente renuncia a muita coisa para ter uma carreira de sucesso. É um jogo atrás do outro, finais de semana, concentrações, e a gente acaba passando mais tempo no clube do que com a nossa própria família. Para você se adaptar a uma nova vida é complicado, mas o Juan vai tirar isso de letra.

Chega ao fim a carreira do cara que um dia deu uma entrevista dizendo que queria ser um “jogador comum”; que jogava de terno; que teve a pior lesão da carreira aos 40 anos (e se recuperou); que jogou no Brasil, na Europa e na Seleção; que uniu torcidas; que foi ídolo. Mais que isso, chega ao fim a carreira de jogador profissional do ser humano Juan Silveira dos Santos. O mundo seria melhor se tivéssemos mais pessoas com o caráter e a bondade desse cara. Obrigada, Juan. Que honra foi te ver jogar!

Veja também

  • Mauro Cezar é mito nos comentários.

  • O Inter de Porto Alegre é muito ingrato, o Ruan trocou o Flamengo para jogar lá quando foi dispensado na Europa e o Flamengo, mesmo rejeitado, pagou e paga e continuará pagando suas contas. MUITA CHACOTA!!!

  • Bom diaa Nação. Ontem Mauro César Pereira Elogiando Nossa Atuação ķkkk.Bruno Henrique 15 Jogos, 11 Gols.Algo Errado Nesse Posicionamento Que ABELÂO USando Com Ele.Com Certeza Não Iremos Ganhar Nem Jogar Bem Todos Os Jogos.Mais Temos Um Time Que Dentro De Campo Vai Brigar Por Títulos. ESSE Time Que Ganhamos Ontem Não Jogamos Com MELHOR Do Brasil kķkkk ( Flamengo 3 X 1 Cruzeiro ) …. Torcedores Que Acham Que Entendem De Futebol,Revejam Seus Conceitos. FUTEBOL Não Foi Feito Pra Atuarem Os Queridinhos Da Torcida.” DIEGO RIBAS ” Ah Tempos Era Pra Ser Barrado..Reclamam Muito Da TITULARIDADE DO ” ARÃO ” MAID5O CARA COMO 2 – VOLANTE FAZ O QUE DIEGO RIBAS NÃO FZ EM CAMPO ( O GOL DA VIRADA FOI DE QUEM O PASSE MSM ) Com Certeza Ser ” ARÃO ” Deixar De Ser Titular Não Será Pro ” DIEGO RIBAS “.Cara Só Faz Jogos Medianos Em Sua POSIÇÃO De Origem.Como ABELÂO Diz Mengão Será Escalado De Dentro Pra Fora.Nunca De Fora Pra Dentro.E Por Essa Sua Convicção Em Relação Aos TITULARES,Vamos Ganhando Do Melhor Time Do Brasil ( 3 X 1 ) Bruno Henrique Sendo Artilheiro, Nosso Sistema Defensivo Muito Melhor Que Do Ano Passado. Um Meio De Campo Que Faz Nossos Atacantes Jogarem ” SRN

    • Fala do jogo contra a LDU em que Cuellar marcou sozinho o jogo inteiro . …

    • Oh retardado , a desgraça do Arão desfila em campo, não marca ninguém, não ajuda em nada, você deve ser o mesmo torcedor que defendia Márcio Caramujo, manda este jumento substituir Arão por Ronaldo ou Hugo moura e aí após umas três partidas veremos quem está errado.

  • De quem é essa reportagem ?

Comentários não são permitidos.