Passeio no Maracanã: Flamengo goleia o San José e retoma liderança do Grupo D da Libertadores

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Flamengo e San José (BOL) se enfrentam na noite desta quinta-feira (11), no Maracanã, pela quarta rodada da Copa Conmebol Libertadores.  Mostrando grande intensidade desde o início da partida, a equipe rubro-negra goleou o adversário por 6 a 1, retomou a liderança do Grupo D e, de quebra, eliminou os bolivianos da competição continental. O próximo compromisso dos comandados de Abel Braga será diante do Vasco, no domingo (14), pelo primeiro jogo da final do Carioca.

O JOGO

O Flamengo teve início impressionante no Maracanã. Precisando golear para reassumir a liderança da competição, o Rubro-Negro chegou pela primeira vez logo com um minuto. Everton Ribeiro arrancou pelo meio e descolou ótimo passe para Arrascaeta, que avançou até a área e bateu cruzado. O goleiro Lampe, no entanto, fez ótima defesa e evitou o gol do Fla.

O clube da Gávea chegou ao gol no minuto seguinte, com Diego Ribas. Após cobrança de escanteio pela direita, Bruno Henrique desviou e o camisa 10 rubro-negro completou de cabeça para o fundo da rede, abrindo o placar no Maracanã.

O que já estava bom para o Fla acabou ficando melhor após a expulsão do zagueiro Toco, que fez falta em Bruno Henrique. O camisa 27 era o último homem e ficaria cara a cara com Lampe.

Mesmo jogando com um a mais e pressionando os bolivianos, o Flamengo levou o gol de empate aos 18. Na primeira chegada ao ataque do San José, Diego Alves deu rebote no chute de Sanguinetti, e a bola sobrou para o artilheiro Saucedo, que não desperdiçou e deixou tudo igual.

Apesar do golpe, o Rubro-Negro permaneceu na pressão. Aos 30 minutos, em nova arrancada de Everton Ribeiro, a bola sobrou para Bruno Henrique dentro da área. O atacante enxergou o camisa 7 da Gávea em boas condições e tocou para o meia apenas dar um leve toque e matar qualquer possibilidade de defesa do goleiro Lampe.

O Flamengo conseguia criar jogadas de perigo no ataque, mas era muito desorganizado na defesa. Em novo vacilo rubro-negro, o San José quase empatou novamente aos 42 minutos. A bola ficou com Saucedo, que acionou o atacante Rodrigo Ramallo. O jogador bateu de fora, mas Diego Alves fez grande defesa.

Apesar da vitória parcial no primeiro tempo, o Fla saiu para o intervalo com algumas vaias da torcida rubro-negra, que novamente compareceu em grande número no Maracanã. Outro visivelmente insatisfeito com a atuação foi Diego Ribas.

O Flamengo iniciou a etapa complementar pressionando e chegou bem aos sete minutos. Arrascaeta fez grande jogada pelo lado esquerdo, passou por três marcadores e deixou Bruno Henrique na cara do gol. O atacante, no entanto, chutou à direita da meta do adversário, perdendo grande chance.

Em grande atuação, o meia uruguaio novamente apareceu para o jogo e ampliou a vantagem rubro-negra aos 11. Everton Ribeiro cruzou pela direita, Arrascaeta dominou no peito e emendou um lindo chute, marcando o terceiro da equipe da Gávea no Maracanã.

Rodrigo Caio ainda teve chance de marcar o quarto do Rubro-Negro no jogo. Aos 22, o zagueiro ficou cara a cara com Lampe após desvio de Bruno Henrique, mas cabeceou na trave da meta do San José.

Em busca insistente pelo quarto gol, o Fla enfim chegou ao resultado que precisava para retomar a liderança de seu Grupo. Aos 34, Pará tabelou com Arão e rolou para Everton Ribeiro marcar o seu segundo gol e o 4 a 1 para o clube da Gávea.

O jogo ainda contou com pênalti para o Flamengo, após Arão ser puxado na área. Vitinho cobrou forre no canto e marcou o quinto gol dos comandados de Abel, aos 38.

Com a quantidade de gols de que precisava, a equipe da Gávea permaneceu no ataque, e Pará (ele mesmo) também participou do passeio. Em nova jogada na direita pela linha de fundo, o lateral buscou o toque para Bruno Henrique, mas a bola desviou em Gutiérrez e matou o goleiro Lampe.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • San José! Eta timinho fraco. Não ganhou de ninguém, portanto, 6 foi pouco e não tínhamos que ter levado nenhum gol…

  • Cara, não sei o que acontece, se é pela pressão ou falha de treinamento, mas esse time passa muito susto bobo. Tem horas que fica muito bagunçado.

  • Ataque ganha jogo….defesa ganha título.

  • Precisa melhorar muito! Defesa exposta com Arão. ..afobada…. meio de campo longe dificulta a saída. .o SJ é um time ruim senão complicava….o Fla fez o certo q é golear time ruim ….mas fica o alerta: mais compactado e movimentos em bloco, triangulacoes, concentração

    • Rapaz, bate um desespero ver o Arão dando combate na defesa, que falta de sangue danada.

  • A vitória foi importante, o time criou bastante, porém cometeu erros infantis e várias vezes faltou intensidade na marcação e recomposição, acharam que por ter um a mais não precisavam voltar para marcar.

  • Não foi um grande jogo mas a goleada dá aquela boa vibração. O jogo mostrou o de sempre: os problemas defensivos do Flamengo.

  • Time deslanchou no segundo tempo, primeiro tempo não foi bom. Nossa defesa é muito exposta, San José chegava com facilidade mesmo com um a menos. Diego Alves fez umas defesas que não precisaria fazer se a defesa fosse mais sólida. Importante a goleada mas precisa melhorar. Só faltou mais um gol pra ser 7 a 1.

  • Domingo tem mais