Fábio Monken: Vencemos, mas nos faltam muitos ajustes

Salve, Salve Nação Mais Linda do Mundo!

Ontem foi um dia glorioso para o rubro-negro, afinal de contas vencer em Itaquera não é muito fácil. Em jogo tedioso, principalmente no primeiro tempo, onde houve abuso do baixo nível técnico em ambos os lados, conseguimos largar na frente pelas oitavas da Copa do Brasil 2019.

O jogo foi modorrento, irritante e de baixo nível técnico, principalmente na primeira etapa. Os dois times iniciaram a partida com respeito mútuo. Mas esse respeito pode ser resumido com bastante distinção em cada um dos casos.

O Corinthians possui um elenco de baixa qualidade técnica e Fábio Carille tem que se virar com o que tem para tentar extrair algo de bom. A única coisa que enxergaria de positivo no trabalho do técnico alvinegro seria a defesa sólida, mas isso não é verificado há algum tempo.

Carrile e companhia vêm de histórico recente negativo. Sofreram nas classificações contra Ferroviário, Avenida, Ceará e Chapecoense nas rodadas anteriores. Destaque para o início do jogo contra o Avenida-RS quando saíram perdendo por dois gols em Itaquera e apenas conseguiram virar o jogo na segunda etapa ao marcarem quatro gols no time gaúcho. É notório que o time não passa por um bom momento.

Quanto ao Flamengo, ressalto nosso time eclipsado e refém das deficiências técnicas de nosso treinador. Abel é um ex-treinador em atividade. Não se atualiza, não consegue dar padrão de jogo ao time e é deveras teimoso em adotar algumas linhas táticas totalmente ultrapassadas, agarrando-se em teorias retrógradas que já se mostraram infrutíferas em inúmeros casos.

Acredito ainda que ganharemos algo relevante ainda este ano, Apesar do Abel (deixo isso claro sempre). Não quero uma caça às bruxas, mesmo porque os resultados têm sido satisfatórios. Refiro-me especificamente à forma de atuação da equipe.

Acredito que nosso técnico conseguirá nos fazer mais fortes defensivamente e ainda acertará o meio de campo para que a transição seja rápida e mais letal ao adversário, mas não acredito que possamos ser fortes o suficiente para que sejamos, finalmente, hegemônicos em terras americanas. Esse é o caminho.

Falando do jogo, gostei do resultado. Mesmo que não corrobore com o pensamento do atual treinador e de boa parte da diretoria atual, a torcida é imensa e irrestrita quando o Mengão entra em campo. Não há espaço para qualquer coisa fora isso.

Gostei do segundo tempo do Flamengo e, diferentemente do que as mídias esportivas andaram publicando e falando por aí, o Flamengo não ganhou apenas pela deficiência do Corinthians. O Mais Querido soube se impor ao adversário e forcá-lo aos erros, isso deve ser ressaltado.

Especificamente sobre a tática empregada, reservo-me ao direito de não opinar, nesta data específica, para poder curtir uma vitória tão suada na terra da garoa. Mas tornaremos a falar sobre, oportunamente.

O saldo final, em minha opinião, é que encaminhamos a classificação. Mas devemos ficas muito atentos. Primeiro porque o time paulista certamente não atuará desta forma novamente pois, historicamente, o time de Carille é muito mais defensivo do que se apresentou na partida de ontem.

O erro do técnico adversário foi escalar um time mais ofensivo para tentar medir forças conosco. Isso não funcionará, não mesmo! Apesar de sermos mais frágeis taticamente, a diferença de qualidade dos elencos é gritante, principalmente do meio de campo pra frente.

No próximo dia 4 de junho deveremos ser muito mais cautelosos e, precipuamente, pacientes para que possamos fazer os gols necessários à ratificação às quartas de final. Esse é o caminho, mas a história será contada numa próxima coluna. Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!!!
Saudações Rubro Negras a todos!

Fabio Monken
Follow @fabio_monken

Sugestões? Críticas? Elogios?
Deixe seu comentário e faça-o com educação e respeito.
O Debate SEMPRE é salutar, mas a ignorância e a falta de educação são os combustíveis dos fracassados!

15 Comentários
Carregando comentários...
Criação de sites e aplicativos para celular