Gian Oddi pede reflexão após Jorge Jesus ponderar sobre importância das competições no Brasil

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

O Flamengo goleou o Ceará por 3 a 0, tendo extrema supremacia durante o jogo. Com o resultado, o Rubro-Negro se tornou líder do Campeonato Brasileiro, com 33 pontos. Porém, Jorge Jesus voltou a chamar atenção da imprensa. O treinador comparou a importância que dão para as copas no futebol brasileiro com às que costumam ter em Portugal. Por isso, Gian Oddi comentou sobre o tema.

Em Portugal, segundo Jorge Jesus, o campeonato nacional tem mais importância até mesmo que a Champions League. Isso porque, as equipes portuguesas não entram como favoritas no torneio continental. Sendo assim, a competição principal para os portugueses é, justamente, o campeonato. Durante o programa Linha de Passe, da ESPN, Gian pediu reflexão com a forma como o Brasileirão é tratado como segundo plano por grande parte dos clubes.

O legado das falas, das frases que ele tem deixado. Essa semana ele falou sobre algo importantíssimo: o tratamento que damos à Copa do Brasil aqui. Claro que ele vem de uma outra cultura. De uma cultura onde não existe tratar as copas como competições mais importantes do que os campeonatos. Claro que aqui existe uma questão. A própria CBF faz um esforço para que se dê mais importância para a copa do que para o campeonato, quando ela põe a premiação que coloca na Copa do Brasil -, disse, antes de prosseguir:

Mas é legal vir um cara de fora e dizer que acha que o campeonato sempre foi mais importante que as copas, o grande campeonato da temporada. Não por ele estar dizendo que vamos aceitar, mas para parar e pensar, refletir: “Por que estamos fazendo isso? Por que tratamos a copa deste jeito?” -, finalizou Gian Oddi.

Enquanto isso, o Flamengo se prepara para o confronto com o Internacional, nesta quarta-feira (28), em partida válida pelo segundo e decisivo jogo das quartas de final da Copa Conmebol Libertadores. O embate está marcado para ter início às 21h30 (horário de Brasília), e o Rubro-Negro pode empatar ou até perder por um gol de diferença. Caso o Inter devolva o placar do primeiro duelo, 2 a 0, a disputa vai ser decidida nas penalidades máximas.

Veja também

  • A ESPN é anti-flamenguista como toda a imprensa de SP. Ignorem.

  • Por outro lado, a Copa do Brasil permite por exemplo que o Treze da Paraíba possa ser o campeão e ganhar uma boa grana para sanear o clube. Já tivemos clubes de menor expressão campeão dessa copa. Enfim, concordo que o Brasileiro deveria pagar a maior premiação sim, mas extinguir a Copa do Brasil e/ou pagar uma merreca não faz sentido. Toda fonte de renda é bem vinda, apesar de saber que o número de jogos no ano é por demais excessivo.

  • É simples. Basta ver a premiação que é dada ao campeão da CB, e que dá vaga na Libertadores. Na Europa, as Copas dos países não dão vaga na Champions, e e é justamente nessas Copas que os times “rodam” o elenco, e não nos campeonatos nacionais. Como aqui a CB dá vaga na Libertadores, e todo mundo quer ter a chance de disputar um Mundial de Clubes, o Brasileirão, mais longo e sujeito a altos e baixos dos times, acaba virando “laboratório” para as disputas das Copas. É o inverso, ou seja, no Brasileirão jogam os reservas, e os titulares nas Copas, torneios de tiro curto, mata-mata. É como fazemos aqui. Porque tem que ser pior do que lá? O ruim do futebol brasileiro, na minha opinião, são esses estaduais deficitários, que só servem pra encher de dinheiro as burras das federações. Deveriam ter sido extintos há tempos. Não servem mais pra nada, nem pra atiçar rivalidade. Só espremem mais ainda o calendário, contribuindo para que um time jogue 80 vezes ou mais no ano. O Brasileirão já começa com 1 time vitorioso em cada estado, e o restante de derrotados, muitos deles já em crise com mudanças de treinador, etc… É hora de acabarem. O Flamengo, por exemplo, não contratou Filipe Luís pra vê-lo jogar contra o Madureira em Conselheiro Galvão, com todo o respeito ao Madura. O contratou pra ser campeão brasileiro, sul-americano e mundial. Simples assim.

  • Gian é ótimo;quando ele fala temos que parar para ouvi-lo. É um comentarista que gostaria que fosse para a fox sport

  • Curioso como em 2019 o Inter não ganhou jogo algum com diferença de 3 gols, sequer no fraquíssimo campeonato gaúcho.
    Se bobear o Mengão mete mais gols no beira rio.

  • Flamengo, precisa de mais um centro avante,+01 zagueiro +01 cabeça de área tipo Leiva, ou Edenison que joga no Inter.Assim ganharmos tudo e teremos pecas de reposição em caso de alguém se machucar!!diretoria deverá olhar logo para essas posição…

    Responder

  • A CBF da maior premiação na copa do Brasil porque as pequenas federações são seu feudo de onde saem os votos para a perpetuação de poder na CBF….são os votos de cabresto…..as pequenas federações veem a copa do Brasil como tábua de salvação para o ANO e os clubes considerados “GRANDES” atolados em dívidas com certeza querem abocanhar esse polpudo prêmio isso é um fato..a alguns anos atrás a vedete dos clubes eram os estaduais por isso clubes de Argentina,Uruguai e até mesmo o pequenino Paraguai tem libertadores aos montes…neguin cagava pra brasileiro e libertadores,os clubes queriam era manter a hegemonia nos seus respectivos estados….eu dou muito valor a libertadores mas vc enfileirar 3/4/5 brasileiros é muito mas atrativo q por tabela ganha se vaga na tão sonhada libertadores…e Luxemburgo disse certa vez uma coisa q é um fato” PARA SE GANHAR UMA LIBERTADORES TEM Q DISPUTAR TODO ANO,O TRABALHO Q VC FAZ PRA SER CAMPEÃO NACIONAL VAI SER QUASE UMA PREMISSA PARA SE GANHAR UMA LIBERTADORES”

  • A CBF dá mais importância a Copa do Brasil porque a mesma abrange clubes de todos os Estados da União, independente se o clube pertence a série A, B, C ou D ao contrário do Campeonato Brasileiro e com a Copa do Brasil a CBF consegue manipular todas as federações e ter aliados sendo praticamente imbatíveis em eleições presidenciais promovidas pela mesma.

  • A frase do JJ é simples, basta ter compreensão de texto. Os campeonatos são tão importantes quanto as Copas, assim, se você possui um time/elenco capaz de disputar tudo, pq abdicar de um em detrimento de outro.

  • Boa analise Luciano.
    Parabens.

  • Esse Gian Oddi não entendeu o que o português quis dizer. É claro que em Portugal os cara vão dar mais importância a liga portuguesa de futebol do que a Copa de Portugal e até a Champions pelo simples motivo de o futebol português não ser competitivo ( financeiro) o bastante para disputar uma champions em igualdade com Barcelona, Bayern, Liverpool, City, PSG e por aí vai. No Brasil é completamente diferente. Primeiro que o prêmio que a CBF oferece ao ganhador da Copa do Brasil é infinitamente superior ao do Campeonato Brasileiro, sendo que ao meu ver a CBF comete um erro grave ao agir dessa forma, cometendo um equívoco muito grande desvalorizando o campeonato brasileiro pela própria organizadora do evento, no caso a CBF. Ora, logicamente os clubes darão prioridade e uma importância maior na Copa do Brasil e não no Campeonato Brasileiro. Deveria ser o contrário, não acham? A questão da Libertadores é outro torneio bem peculiar do continente sulamericano, que de nada ou quase nada tem haver com Champions League, a única semelhança de ambos é o prestígio, somente. No restante são torneios de mata mata bem diferentes de um em comparação com o outro.

    Saudações rubro negras!

  • Benfica e Porto, que já caiu fora esse ano, disputam a champions league sabendo q dificilmente vão chegar nas finais.
    Agora no caso do Flamengo, especialmente no momento atual, falta bater 3 times p ser campeão.
    O chapéu da Libertadores está bem próximo de ser alcançado.
    Sds RN.

  • Parabéns Oddi pela dedicação e realmente o campeonato brasileiro é muito importante.
    Porém na Europa tanto Barcelona, Real Madrid, Liverpool, City e Juventus e outros que lutam de verdade pela Champions poupam jogadores por seus campeonatos nacionais e digo mais a luta pela bola de ouro não julga pelos campeonatos internos e sim por Champions e Euro e copa do mundo.
    Ou seja quem não entra com possibilidade de ganhar não foca nas copas europeias.
    Bem diferente do Flamengo que luta pela libertadores.
    Eu considero em nível de importância Libertadores, Brasileiro, copa do Brasil e sul-americana.
    SRN

Comentários não são permitidos.