Rodrigo Caio minimiza impacto de possíveis saídas de atletas do Flamengo: “Jesus é nosso pilar”

O Flamengo vive um ótimo momento no futebol. Líder do Brasileirão e semifinalista da Libertadores, o Rubro-Negro tem atletas como Bruno Henrique, Gerson, Gabigol e Rodrigo Caio vivendo ótima fase. No entanto, grande parcela disso não deve somente à capacidade individual dos jogadores, mas sim também ao treinador Jorge Jesus, que mudou a cara do time desde que chegou à Gávea. Inclusive, o próprio Rodrigo Caio é um dos que defende esse ponto de vista.

– Ele (Jorge Jesus) é o pilar da nossa equipe. Nos da força, apoio e ajuda a conseguirmos o melhor. Isso passa pelos treinamentos e nos deixa em um nível de atenção muito alto. Acrescentou muito para nós e está elevando o nível de cada jogador do elenco – Estamos construindo uma equipe forte, não só os 11 jogadores, mas o elenco. Vejo isso. Quando sai um jogador, e terá outro e o nível alto da equipe e mantido. Isso é mérito do treinador de conseguir uma competitividade grande no elenco -, declarou o camisa 3 em entrevista coletiva concedida na tarde desta sexta-feira (30). Na sequência, Rodrigo Caio evitou comparar Jorge Jesus ao demais treinadores que já teve.

– É difícil você comparar. Eu fujo um pouco da comparação. Tive muitos treinadores. No meu ex-clube, tive 13 treinadores, e cada um com o seu jeito de pensar. Você tira um pouco de cada um. Uma ideia mais tática, outra de lidar com o grupo e eu procuro me relacionar assim. Vejo o Jorge como um treinador que mais exigiu do Rodrigo fisicamente, taticamente e nível de concentração. Ele exige muito, vejo isso sendo fundamental. O jogador precisa dessa pressão para que ele (Jesus) possa tirar as qualidades. Isso faz com que o jogador chegue no nível mais alto. Estamos muito felizes com o trabalho, com a pessoa e esperamos que a gente possa evoluir e que ele nos mostre coisas diferentes. Juntos vamos conseguir nossos objetivos.

Após se recuperar de lesão, Rodrigo Caio conseguiu retornar com o mesmo nível que vinha apresentando anteriormente. Desde que voltou a ter condições de jogo, o atleta participou de três partidas, nas quais o Fla sofreu apenas um gol. O camisa 3 deve ir para a quarta aparição consecutiva neste domingo (01), quando o Flamengo encara o Palmeiras, pela 17ª rodada do Brasileirão, no Maracanã

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • JJ merece ser beatificado em vida!

  • Se o Diego mosca-morta voltar e o JJ colocar ele pra jogar em alto nível de novo (ou pelo menos correr um pouquinho durante os jogos) aí eu digo que o portuga “é bestial, pá”.

  • É amigos, agora estamos vendo determinados jornalistas que massacravam o “JJ” Jorge Jesus começarem a ver que estavam errados e se curvarem ao método de trabalho do técnico do Flamengo como a turma bairrista da FOX SPORT e outras emissoras que agora falam ser o Flamengo o time do futebol mais bem jogado no Brasil. É a turma do Arco Íris e do clube do vinho estão calados a espreita para que tudo dê errado para malharem as medidas do JJ.

  • Se o Mengão ganhar a liberta, vai nascer tanto Jesus q acho tá arriscado o próprio reencarnar!

  • JJ fez o que se esperava dele, liderou um choque de gestão no futebol do Flamengo. Os jogadores, desacostumados com intensidade e cobrança, sentiram no início mas já estão se adaptando ao treinador e seus métodos diferenciados. Exigiu responsabilidade dos medalhões instituindo o “ponto”. Introduziu tecnologia nos treinamentos, com o carrinho que marca os posicionamentos em campo. Exige intensidade e concentração máximas. Os jogadores, tb diferenciados, “pegaram” o espírito e o resultado já é uma realidade. Se vamos ganhar algum torneio relevante já em 2019 é uma incógnita. O Flamengo virou o time a ser batido no Brasil, e tudo vai ficar mais complicado, mas do jeito que estamos temos plenas condições de levantar uma taça esse ano. Vai depender do time manter o foco e a pegada, porque estamos recheados de jogadores habilidosos e decisivos. Não podemos dar mole, temos que transformar em gols as oportunidades que criamos. Contra o Inter, acendeu o alerta. O time levou o gol e foi maduro o suficiente pra ir lá e empatar, mas poderíamos ter fechado o caixão deles no primeiro tempo. Não será em todo jogo que o enredo será o mesmo. A defesa está bem, o ataque tb, mas agora JJ terá que reinventar o meio campo, com a saída de Cuéllar. Que ele consiga o mais rápido possível, para que a caminhada não seja interrompida. Boa sorte ao JJ. Grande treinador.

  • Em outras palavras: “O JARDINEIRO É JESUS. E AS ÁRVORES, SOMO NOZES”

  • Pode oferecer um contrato vitalício, dar carta branca pra tudo, um título de sócio, construir uma mansão dentro do Ninho e deixar o cara o resto da vida no Flamengo, JJ é um fenômeno, transformou até o Arão em um grande jogador, o cara conseguiu botar garra no time que era totalmente mosca morta merece isso tudo e uma estátua. Principal responsável por essa transformação que o Flamengo sofreu.

  • Volta Abel! Kkkkkkkk

  • Esse cara é um fenômeno.
    É técnico, é lider, é estratega é tático.
    O cara sabe motivar os jogadores, sabe melhorar a condição tecnica individual e coletiva.
    O flamengo teve visão em contratar o Jesus.
    Força mengo força Jesus

  • É isso aí rumo ao Bi da Libertadores e Brasileiro 2019. Dá lhe Jesus!

    Saudações rubro negras!