Jornalista se rende a Jorge Jesus: “Quebrou uma série de verdades não escritas no futebol brasileiro”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

Em, aproximadamente, quatro meses, o Flamengo de Jorge Jesus tomou proporções inimagináveis para quem acompanha o futebol brasileiro. A diferença foi sentida logo em sua chegada, com algumas mudança de rotina e condições para inovar o trabalho realizado no Ninho do Urubu. Completamente imerso nos compromissos com o Rubro-Negro, o Mister provou que os bons resultados aparecem independente da força do elenco. Afinal, quebrou um tabu de 45 anos sem vencer na Arena da Baixada com um elenco, em sua maioria, misto. Rendido ao jeito diferenciado do português, o jornalista Márvio dos Anjos apontou quais os principais fatores do comandante.

Eu gosto muito da intensidade que ele conseguiu aplicar em um time brasileiro, pois havia várias coisas na nossa cultura que levavam a achar que um jogo assim não seria possível. Ele quebrou uma série de verdades não escritas no futebol brasileiro. Está mostrando como o Brasileirão é fácil de ganhar. É uma tese que eu bato há muito tempo. O Flamengo também conseguiu quebrar o clichê do salário atrasado. Outra coisa que acho sensacional, é esse time muito mais compacto, muito mais para frente e muito mais próximo entre seus setores -, analisou.


Como cuidar do seu dinheiro e ajudar o Flamengo ao mesmo tempo? Isso é fácil, com o Banco BS2!


O Flamengo é o atual líder do Campeonato Brasileiro com 58 pontos, oito a mais que o Palmeiras, vice-líder. As mudanças no estilo de jogo iniciaram nos treinamentos, com mais intensidade, sem brincadeiras de bobinho ou dois toques, por exemplo. O Mister costuma treinar muito mais o estilo de jogo do que o time em si.

Obviamente o português enfrenta obstáculos desde a chegada no Brasil. Entre eles, o que mais causa dor de cabeça, certamente, é o da questão física. Para o duelo contra o Fortaleza, por exemplo, Jorge Jesus não poderá contar com Arrascaeta, Filipe Luís, Rafinha, Berrío, Diego Ribas, Lincoln – todos no departamento médico. Após a vitória sobre o Athletico, o técnico se revoltou com a gravidade das faltas sofridas por sua equipe.


Saiba como ver Fortaleza x Flamengo gratuitamente, na internet!


Para manter o retrospecto histórico e sua invencibilidade, o Mister precisa vencer o Fortaleza, nesta quarta-feira (16), às 20h, no Castelão. Caso o Rubro-Negro saia vitorioso do Ceará, manterá, pelo menos, oito pontos de vantagem para o segundo colocado.

Veja também

  • Nosso mister é o melhor

  • Quais títulos esse cara ganhou na Europa, além do campeonato português, onde só tem Benfica e Porto? Com o time que o VARmengo montou mais a ajuda do VAR E A mediocridade dos demais times, fica muito fácil.

  • Facil de ganhar não será, aliás como JJ disse quando chegou ao Brasil, referindo que uma boa parte dos times já ganhou o campeonato e portanto são times fortes.
    Tá parecendo fácil para o Flamengo, mas isso é por mérito do Flamengo e não por demérito dos adversários.
    Força Mengo

    Flamengo, o TIME do Brasil

  • Fernandel, belíssima exposição textual, sobre o que dizer em poucas palavras… fui conciso, mas seu texto tornou lúcida a minha visão em relação o posicionamento da matéria.
    Parabéns, aqui encontrei uma página onde as pessoas expõem seus pensamentos e interpretações com respeito, cordalidade e muita visão interpretativa.

  • Fernandel Walker parabéns pelo comentário meu amigo, concordo plenamente com o que você disse, o jornalista também está certo em sua visão sobre o atual cenário futebolístico do Brasil, exceto dizer que é fácil vencer o Brasileirão, nessa aí ele se equivocou.

    Saudações rubro negras!

  • O Brasileirão nunca foi e nunca será fácil. Ao contrário de outros países, muitos da Europa, onde dois ou três clubes se destacam em cada país, às vezes 4, e os campeonatos tendem a ficar sempre entre os mesmos, no Brasil existem, pelo menos, 10 ou 12 clubes que, em situação normal, tem plenas condições de disputar o título. Isso foi reconhecido recentemente pelo próprio Mister, numa coletiva de pós-jogo. Os outros 8 ou 10 clubes acabam funcionando como fiéis de balança, um ou outro acaba saindo do padrão, como esse ano o Bahia se destaca com uma boa campanha, e o Cruzeiro no sentido contrário, mas quem poderia afirmar lá no início que o Cruzeiro não seria um dos candidatos ao título? É óbvio que o jornalista tb acha isso. Quando ele fala da facilidade de ganhar o Brasileiro, se refere ao modus operandi do Mister, que chegou com uma maneira de ver o jogo que não é usual aqui no Brasil, mas é comum na Europa, implantou métodos diferentes de gestão de trabalho dos usados por nossos treinadores, privilegiando a parte tática do jogo e não ficando refém das qualidades individuais do jogadores. Abel, com os mesmos jogadores, não conseguia fazer o time jogar. E quando a parte tática funciona, as individualidades acabam se sobressaindo. Toda essa metodologia estranha, em contato com a mesmice atual do futebol brasileiro, acaba dando resultado (pois não há antídotos ainda contra essa forma de jogar) e virando notícia. Se os treinadores brasileiros fossem mais humildes e menos corporativistas, chegariam à conclusão de que o caminho é esse, e acabariam evoluindo, tornando o Brasileiro mais difícil ainda. Está fácil porque o Flamengo quebrou paradigmas há muito enraizados no futebol brasileiro, graças ao Mister. Se continuarem como estão, ficará cada ano mais fácil pro Flamengo vencer todos esses torneios. Mal comparando, é como se, para executar uma tarefa, um funcionário de uma empresa se utilizasse de papel e caneta, e de repente surge um outro funcionário portando um laptop. Qual a tendência? Que o que tem o laptop, com os mesmos dados do outro, executará a mesma tarefa com mais qualidade, precisão e rapidez. É essa a distância abissal que separa Jorge Jesus dos treinadores brasileiros, o que torna fácil (por enquanto) a tarefa de vencer um campeonato dificílimo.

  • Eu concordei com tudo que o jornalista falou, mas dizer que o Brasileirão é fácil?? Essa frase não fez o menor sentido no parágrafo inteiro…

  • Leandro Moura eu entendi perfeitamente o comentário desse jornalista e concordo com o que ele disse sobre a intensidade da equipe do Flamengo e tudo mais. Mas discordo dele quando ele vem dizer que é fácil ganhar campeonato brasileiro, sendo que não é fácil. O Brasileirão é dificílimo de ser conquistado, tanto é que suponhamos que o Flamengo perca hoje e o Fla x Flu de Domingo, essa vantagem da equipe vai para o espaço. Essa aí do jornalista dizer que o Brasileirão é fácil eu discordo totalmente, mas respeito a opinião daqueles que pensam diferente de mim.

    Saudações rubro negras!

  • Luciano, eu tenho uma interpretação diferente da sua em relação ao comentário do jornalista, na minha opinião ele quis mostrar que qndo um treinador consegue implantar um sistema de jogo intenso como o JJ vem fazendo no Flamengo, fica fácil ganhar o brasileiro porque o que é algo comum na Europa, aqui no Brasil é um estilo que choca muito o nosso futebol arcaico e desatualizado atualmente.

  • Eu achei cômico o comentário de Márvio dos Anjos. O cara disse que o Campeonato Brasileiro é fácil de ganhar. Sério, não acredito que eu li isso dito por um jornalista. O Campeonato Brasileiro é o mais equilibrado de todo o planeta, o Flamengo só está onde está graças ao trabalho competente da diretoria, técnico e uma equipe fantástica de jogadores de altíssimo nível, se não fosse por esses conjunto de fatores, certamente o Flamengo não estaria a frente com essa vantagem tão grande. O Brasileirão nunca será fácil de ser conquistado, ele poderá ser vencido com certa “facilidade” se houver essa junção de fatores que aconteceu com o Flamengo. Rumo ao hepta!

    Saudações rubro negras!

Comentários não são permitidos.