Representante do Barcelona esteve no Maracanã para observar Rodrigo Caio em semifinal da Libertadores

FOTO: MARCELO CORTES / FLAMENGO

O Flamengo investiu pesado no atual elenco e montou uma equipe de alto nível para disputar a temporada de 2019. Rodrigo Caio, que foi contratado por cerca de R$ 22 milhões no início deste ano, tem sido um dos destaques absolutos do time comandado por Jorge Jesus. Por isso, o zagueiro voltou à mira de europeus.


Venha fazer o seu FlaCard, o cartão rubro-negro, que você pode usar para jogos, ingressos de shows e muito mais, além de TORNAR O MENGÃO MAIS FORTE!


De acordo com o jornal espanhol Mundo Deportivo, olheiros do Barcelona foram ao Maracanã, na última quarta-feira (23), monitorar Rodrigo Caio. Isso porque, ainda segundo o portal, a secretaria técnica do Barça gosta do atleta, que tem como trunfo o passaporte italiano, o que o tiraria da cota de jogadores estrangeiros. Ramon Planes, braço direito do secretário técnico Eric Abidal, foi o responsável por observar o defensor.

O jornal destaca ainda em sua publicação que Ramon tinha uma lista de jogadores que deveriam observar no Brasil, começando por Rodrigo Caio. O portal ainda relembra a negociação frustrada do Barcelona com o defensor do Flamengo em 2018, na época no São Paulo. O clube espanhol pagaria 18 milhões de euros ao Tricolor paulista, mas o técnico Ernesto Valverde preferiu apostar em Jeison Murillo.

O representante do Barcelona deve ter gostado do que viu. Isso porque, Rodrigo Caio teve uma boa atuação contra o Grêmio. Além de seguro defensivamente, ajudando a anular o ataque gremista, o zagueiro ainda marcou o quinto gol da partida. Ele atuou durante os 90 minutos. O jornal espanhol ainda informou que Ramon Planes também estaria analisando Everton Cebolinha.

Contratado no início deste ano, Rodrigo Caio tem se destacado bastante na zaga do Flamengo. O defensor já disputou 47 jogos e marcou quatro gols. Por isso, o Rubro-Negro vai adquirir mais 15% do atleta, por 1 milhão de euros (cerca de R$ 4,5 milhões na cotação atual). Entretanto, os dirigentes cariocas desejam adquirir 30%, por R$ 9 milhões, mas irá negociar com o São Paulo, detentor de 45% dos direitos econômicos do atleta – outros 45% é do Fla e 10% é do próprio defensor -, apenas após o Brasileirão e Libertadores.

Veja também

  • NÃO GOSTEI DESTE FORMATO DO SITE ESTÁ MAIS COMPLICADO E NÃO TEMOS ACESSO AOS COMENTÁRIOS COMO ANTES PENSEI QUE A COLUNA ERA PARA AGENTE PARTICIPAR FICOU BONITO AO ABRIR MAS COMPLICADO.

  • Xô Barcelona!!!!!

  • Competir com a CBF já é difícil, contra os gigantes europeus aí fica impossível.

Comentários não são permitidos.