Comentarista diz que Grêmio esteve tão preocupado com ‘revanche’ que perdeu naturalidade diante do Fla

FOTO: REPRODUÇÃO

O Flamengo de Jorge Jesus não cansa de nos surpreender – principalmente se testado diante de um tabu. Do elenco estrelado ao improvisado, o clube carioca nos traz um pouco para mais perto do que, até então, só era visto na Europa. A organização tática, a intensidade do início ao fim, as variações de esquema e a defesa avançada nos deixa uma reflexão importante para a nossa evolução dentro (e fora) das quatro linhas. Em análise, Maurício Saraiva, comentarista da RBS TV, referiu-se ao Grêmio como um time ‘amordaçado’ na Arena.

Não é uma derrota que comprometa o futuro do Grêmio no G-4. O time, aliás, estava tenso contra o Flamengo. Parecia preocupado demais em responder ao 5×0 que levou no Maracanã sendo eliminado na Libertadores. Perdeu naturalidade. Reagiu mal à marcação flamenguista, especialmente a dupla que costuma se mexer muito no meio e esteve apática neste domingo” disse o comentarista em um dos parágrafos de sua análise. O resultado deu ao clube carioca cinco pontos em sua busca pelo heptacampeonato – isto porque o Palmeiras empatou com o Bahia e somou apenas um ponto, abrindo o caminho para uma decisão na próxima rodada.

Assim como em outras oportunidades, Jorge Jesus deixou lições diante de um poderoso Renato Gaúcho (e, às vezes, até desrespeitoso). Com oito reservas, caso histórico na passagem do Mister pelo Brasil, a equipe ignorou a falta de entrosamento e se organizou para fechar os espaços e sobreviver ao Grêmio mordido por uma eliminação.

A análise ainda fez críticas a Gabigol – expulso após ”aplaudir” uma decisão do juiz de campo.

O Flamengo pode ser campeão numa dessas tomadas de decisão de primeira qualidade. Ele pode ser Seleção quando usa o cérebro para praticar o melhor futebol que possa jogar. O problema é que Gabigol tem um inimigo poderoso chamado Gabigol. É quando seu cérebro tão competente se transforma numa ervilha, cuja decisões são desastrosas ()“.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Não é por acaso que Mauricio Saraiva é o melhor analista do futebol brasileiro. Seus textos são brilhantes e altamente criativos. Num País em que a cultura e o hábito da leitura são desprezados, é um prazer pode ler e se deliciar com os seus artigos. Parabéns..
    Luis Carlos Pael – Ponta Porã – MS

  • Para mim um ótimo comentário, com muita serenidade em análise perfeito em seus raciocínios em relação a cabecinha do Gabigol, mais é muito jovem vai mudar pois joga muito só falta melhorar esse quesito.quanto ao Grêmio, falou tudo