Em jogo eletrizante, Flamengo deixa vitória escapar no fim e fica no empate com o Vasco

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

O Flamengo não teve vida fácil nesta quarta-feira (13), em clássico disputado contra o Vasco, no Maracanã. Em jogo eletrizante marcado por duas viradas, o Rubro-Negro apenas ficou no empate em 4 a 4 com o rival e levou um ponto na rodada 34, adiantada por conta da final da Libertadores, que será disputada no próximo dia 23 (sábado).

O JOGO

O Flamengo iniciou a partida de maneira avassaladora e abriu o placar no Maracanã aos 38 segundos de partida. No primeiro ataque, Reinier fez jogada linda partindo da esquerda, deixando para trás os jogadores do Vasco antes de invadir a área. O meia cruzou rasteiro, Gabigol desviou, e a bola sobrou para Everton Ribeiro soltar o pé e levantar a torcida rubro-negra.

Aos poucos, a equipe comandada por Jorge Jesus diminua o ritmo, e o Vasco começava a assustar e a equilibrar a jogo. O time de Vanderlei Luxemburgo tentava, principalmente, surpreender o Fla através dos contra-ataques. E dessa forma chegou ao gol de empate, aos 33 minutos.


Como cuidar do seu dinheiro e ajudar o Flamengo ao mesmo tempo? Isso é fácil, ative sua conta no Banco BS2!


Rossi recebeu pela direita do ataque vascaíno, cruzou na área, e Raul ajeitou de cabeça para Marrony. O atacante recebeu e chegou batendo de primeira para deixar tudo igual no Maracanã.

Com um Flamengo irreconhecível no primeiro tempo, o Vasco aproveitou os muitos erros de passe e os espaços deixados entre as linhas por seu adversário para virar a partida, quando o ponteiro marcava 36 minutos. Pikachu fez linda jogada individual, invadiu a área e foi derrubado por Rodrigo Caio. O pênalti foi assinalado, e o próprio atacante cobrou e marcou o segundo do Vasco na partida.

O Rubro-Negro não se entregou, mesmo claramente abaixo na partida, e chegou ao gol de empate antes do intervalo de jogo, já nos acréscimos. Em cobrança de falta ensaiada, Gabigol rolou para Rafinha, que tentou cruzar para a área, mas a bola acabou desviada em Danilo Barcelos e parou no fundo da rede.

Apesar de o Fla tentar manter com a posse de bola no início da etapa complementar, foi o Vasco quem novamente ficou na frente do placar. Aos seis minutos, Rossi cruzou da linha fundo, a defesa rubro-negra voltou a falhar, e Marcos Junior ficou livre para escolher o canto e colocar o Cruzmaltino na vantagem.

A partir dos 3 a 2, o clube da Gávea finalmente acordou para o jogo e contou com o poder de decisão do “Rei dos Clássicos” Bruno Henrique. Em contra-ataque rápido aos 20, Bruno Henrique partiu em velocidade, tabelou com Arrascaeta e recebeu de volta dentro da área, tocando na saída do goleiro Fernando Miguel para deixar novamente tudo igual no Maraca.

O Flamengo manteve pressão em cima do Vasco, assim como um campeão precisa vencer mesmo jogando mal para atingir os seus objetivos. E quando o ponteiro marcava 34 minutos, o “Rei dos Clássicos” voltou a decidir para a equipe rubro-negra. Vitinho fez grande jogada na linha de fundo e cruzou para a área. Gabigol desviou, e Bruno Henrique, sozinho na segunda trave, encheu o pé para virar o jogo de novo.

Com tudo para vencer a partida, o clube da Gávea deu mole no fim e levou o gol de empate, aos 47 minutos da etapa complementar. Após chutão de qualquer jeito na área, Henríquez cabeceou para o meio, e Ribamar subiu mais alto que Rodrigo Caio para desviar de cabeça e vencer o goleiro Diego Alves.

Veja também

  • É isso aí, Luiz, tem uma turminha que se diz torcedora e fica na moita, só esperando uma atuação ruim para criticar e aparecer.
    Onde estavam quando o time estava ganhando todas?

  • Hoje teve sapato alto.
    Gérson quis enfeitar, Rodrigo Caio quis dar de calcanhar duas vezes e, com isso, complicou um jogo fácil.
    Depois do primeiro gol do Mengão, era assentar a bola, rolar de um lado ao outro e trabalhar o emocional de um time adversário mortinho.
    Faltou malícia e experiência, ainda que tivéssemos vários jogadores experientes.
    Acho que, com Diego Ribas em campo, o Vasco não iria se criar tanto.
    4 pontos importantes numa reta final (Goiás e Vasco) que poderão complicar.
    Vai pegar pela frente Grêmio, Palmeiras e Santos, todos FORA. Serão 9 pontos, faltando 18 para os demais . O Mengão, como dizem os comentaristas, só perderá para ele mesmo e parece que está começando a fazer isto.

  • Rodrigo Caio é muito fraquinho. É o ponto a ser explorado pelos adversários. Ausente no primeiro gol (foi ao ataque e não voltou), fez penalty bobo, no segundo gol. Não acompanha a jogada no terceiro gol e perde a disputa de bola no quarto gol. Ainda deu passes errados.
    Acho que vamos ter que pensar de novo em Dedé, para 2020.
    E tem mais. Marí é europeu e joga no estilo europeu,(chutão para os lados e não tem a menor malícia de nossos zagueiros (o terceiro gol do Vasco foi uma jogada conhecida, tratada nas costas do espanhol).
    Estou preocupado com a zaga e até com o título do Brasileiro. Este jogo era para vencer. Complicou!

  • Jogou mal o Flamengo. Primeiro tempo após o gol, time não conseguia mais criar jogadas e concluir. Segundo tempo melhorou.
    Muitas falhas na defesa. Cada ataque do Vasco, sobretudo pelas pontas (mais a direita), me causava calafrios, não pela qualidade do rival e sim pela defesa do Flamengo.
    Foi notória a fragilidade do sistema defensivo hoje e isso diante de um time modesto que tem a raça e disposição como virtudes. Imaginem contra equipes melhores…que teremos pela frente.
    Quando tomou o quarto gol desliguei a TV…. lá se foi uma vitória importante.

  • Acho que estamos numa sequência que mostra muitas deficiências.
    Parece que algum sapato alto está entrando em campo.
    Gérson, está lembrando muito o Paquetá, com o preciosismo e a desatenção. Éverton, displicente. Arão, voltou a errar passes bobos. Até Arrascaeta, apesar da excelente assistência, errou passes simples. Rafinha, está ficando louco. Gabigol errando chutes que não errava. Agora, a zaga, se não se acertar, vai tomar muitos gols do River Plate.
    Rodrigo Caio está aquém da qualidade da equipe e Marí é bom, mas estilo totalmente europeu. Malícia zero.

  • Monte de torcedor do Flamengo que se diz flamengo é são uns bostas ,
    É normal num campeonato longo que haja altos e baixos .
    Criticar o que .vão tomar no cu pessimistas , já somos campeão brasileiro .
    Porra
    Agora é libertadores .

  • Apesar de milagrosamente o Vascai ? ter conseguido empatar, não dá para dizer que o FLA foi de todo ruim, exceto pela defesa que estava uma p**** hoje, prefiro que o FLA tenha algumas falhas agora e fique com um empate do que ter que tomar uma esfrega dia 23, se o FLA quer fazer com que 1981 seja notícia velha, tem que aprender e corrigir as falhas enquanto dá, mas daqui para frente até o dia 23 é muito foco, pé no chão e aprendizado #FLA

  • Não foi de todo ruim esse empate. Poderia ter sido uma vitória histórica, mas não foi. Paciência. Mesmo se perdermos do Grêmio e o Palmeiras vencer o Bahia (e a CBF, com toda a certeza, vai fazer de tudo pro Palmeiras vencer no domingo) voltamos aos 8 pts de vantagem. Agora, um alerta. Se jogarmos tão mal assim contra o River, vamos perder o jogo. Acho que hoje foi o limite. Outro jogo desses e o coração não aguenta. Defesa não jogou nada. Que o Mister acerte isso, porque senão vai complicar.

  • O jeito vai ser jogar na covardia contra o Grêmio pra conseguir um empate

  • Flamengo gosta de dar sobreviva pra adversário sonhar que é uma beleza!! E tem até torcidas, no plural mesmo, comemorando esse empate ahaha

  • A defesa hoje parecia que estava dormindo em certos lances… Tomaram pelo menos 2 gold besta e 1 irregular!

  • A Defesa é uma Merda. Com essa defesa não ganha do River Plate. E está arriscado a levar uma goleada do Grêmio. Uma vergonha levar 4 Gols desse Time Limitado desse Time do Vasco.. Atuação Medíocre.

  • Obrigado Vasco por nos mostrar as ações que TEMOS QUE EVITAR NA FINAL DA LIBERTADORES. (Ex.: Falta do Arrasca no fim do jogo perto da área, entre outras coisas)

  • Vou falar uma coisa aqui: Rodrigo Caio não é um zagueiro confiável.

Comentários não são permitidos.