New York Times coloca Flamengo como potencial “superclube” fora da Europa

FOTO: DELMIRO JUNIOR / @delmirojunior

O Flamengo voltou ao lugar de onde jamais deveria ter saído: o topo da América. O fim de semana com títulos continental e nacional em menos de 24 horas coroou um processo longo, iniciado ainda em dezembro de 2012. Naquele mês, o clube internalizou uma mentalidade de profissionalização e responsabilidade ao eleger a chapa encabeçada por Eduardo Bandeira de Mello, que liderou o Rubro-Negro até o fim de 2018. Foi um caminho onde a Nação se acostumou a viver pensando na chegada – que finalmente se concretizou em 23 e 24 de novembro de 2019, já sob a regência de Rodolfo Landim. A odisseia rubro-negra – de maior endividado do país a campeão da Libertadores – colocou o Mais Querido nos holofotes até fora do país.

O New York Times, reconhecido como um dos jornais com maior reputação no mundo, publicou artigo sobre a potência do Flamengo. No último dia 22, Rory Smith, editor-chefe de futebol do veículo, dedicou sua coluna a questionar o abismo do futebol europeu para o sul-americano e colocou o Mais Querido como ponto central da sua análise. A questão é simples: qual a chance de existir um “super clube” fora do futebol europeu?


Como cuidar do seu dinheiro e ajudar o Flamengo ao mesmo tempo? Isso é fácil, com o Banco BS2!


Smith recorda matéria de 2014 da revista Mundo Estranho. Na época, a publicação juntou institutos de pesquisa de todo o mundo para eleger o clube mais popular do planeta e – obviamente – o Flamengo ficou na primeira colocação. A popularidade do Rubro-Negro é o ponto de partida da análise: o jornalista inglês aponta que, apesar do “eurocentrismo” enraizado no mundo do futebol, a paixão na América do Sul é diferente e tão (ou mais) importante no dia-a-dia do que no Velho Continente.

No texto, Smith aponta que há fatos que têm “diminuído” a distância imposta pelo Oceano Atlântico. O jornalista mostra que além da final única da Libertadores, o Flamengo tem em seu sucesso também elementos do futebol europeu e escreve que “a rápida transformação de um time que passava por uma luta é em grande parte pela introdução de ideias táticas europeias e inovações no centro de treinamentos”. O nome por trás de tudo isso é o do português Jorge Jesus.

O jornalista afirma que a tendência dos clubes é de que, ainda que haja um caminho a ser trilhado, o futebol sul-americano tem trabalhado “se não para acabar com a diferença entre América do Sul e Europa, ao menos para impedir que esta distância aumente”. Ele cita outros times brasileiros e até a CONMEBOL e, no último parágrafo, diz que “a popularidade é um ótimo começo, assim como a adoção de práticas da elite do futebol europeu”.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Ricardo de valença concordo contigo, não devemos entrar em leilão e temos q continuar a seguir essa linha de apostar em alguns atletas como no caso do mari, com esse centro de inteligência bacana do clube, continuar negociando alguns atletas da base mas sempre mantendo uns 2 ou 3 no elenco, se tiver q fazer loucuras por gabigol q deixem ele ir, acredito até q não queira ficar pq é novo e infelizmente a europa é outro patamar, se o fla jogasse na europa seria outra história, ainda sou a favor de renovar um pouco o time, vender alguns atletas como : rodolfo, vitinho, lincoln, berrio, hugo moura… e trazer marinho, soteldo, um centro avante, um zagueiro , um lateral direito… subir mais uns 3 atletas e manter o rodnei só pras resenhas e festas…. rsrs

  • Em resumo. Bandeira de Melo construiu toda a base financeira, reestruturou o clube. Não teve uma boa gestão no futebol, escolheu as pessoas erradas. A diretoria atual é muito competente, e já provou isso, na gestão do futebol. Agora, ela não pode colocar a perder tudo que foi construído. Comprar o Gabgol, ok! Renovar com o Mister, ok! Agora, entrar nesse leilão não. Como disse anteriormente, é desestruturar o clube. Estou confiando na diretoria atual. Vamos esquecer o Liverpool, pois, tem um jogo classificatório antes, que sempre é difícil. Avante Flamengo.

  • DESBLOQUEAMOS OS CANAIS PREMIERE, TELECINE, COMBATE E CANAIS ADULTTOS PARA ASSINANTES DE TV POR ASSINATURA DE QUALQUER LUGAR DO BRASIL E TAMBÉM REDUZIMOS O VALOR DA FATURA. SÓ PAGA DEPOIS QUE O SERVIÇO FOR FEITO WHATSAPP 11957540287