Confundidos com rubro-negros, homens de projeto social são ameaçados no Allianz Parque

A 36ª rodada do Campeonato Brasileiro contou com o embate entre Flamengo e Palmeiras, realizado no Allianz Parque. Com a decisão de haver apenas torcida do clube da casa, o duelo contou com grandes polêmicas. Inclusive, dois homens que estavam na arquibancada do estádio foram ameaçados por torcedores alviverdes, por serem apontados como rubro-negros. No entanto, na realidade, os dois rapazes fazem parte de um projeto social. Um deles é o jogador Diego de Jesus Lima, que já atuou por equipes como Balenense de Portugal e Flamengo do Piauí, e hoje comanda um projeto de captação de novos atletas.

ASSISTA AOS VÍDEOS:

Diego, inclusive, se manisfestou sobre o assunto em rede social: “estávamos assistindo o jogo do Palmeiras e Flamengo quando um grupo de torcedores começou a nos xingar e tentaram nos agredir […] Só não fomos agredidos por causa da PM. Onde vamos parar com tanta violência? Que país é esse…”, disse ele em parte do desabafo.


Um banco sem tarifas! Venha para o BS2, aqui cuidamos de seu dinheiro, e você ainda ajuda seu time do coração!


PALMEIRAS SE PRONUNCIOU SOBRE O ASSUNTO

Na tarde desta terça-feira (03), a equipe alviverde se manifestou sobre o assunto. Em nota o clube declarou que é contra qualquer demonstração de intolerância. O clube garante ainda que já existe investigação em curso para identificar os torcedores que abordaram Diego e seu amigo.

Confira a nota:

Estádio de futebol é, essencialmente, um espaço democrático, um lugar onde todos deveriam ser bem-vindos independentemente da camisa que vestem ou da forma como torccem e se expressam. A Sociedade Esportiva Palmeiras não compactua e não aceita quaisquer atos de intimidação, intolerância e discriminação em nossa casa. Os episódios do último domingo (02), em que espectadores foram coagidos a deixar o Allianz Parque por não seguirem um padrão de comportamento imposto de maneira autoritária não refletem a história agregadora da nossa instituição.

Assim que tomamos conhecimento dos fatos, abrimos investigação para identificar os autores desses lamentáveis casos de violência que em nada contribuem para o bom convívio em sociedade. Se os responsáveis constarem no quadro de sócios Avanti do Palmeiras, serão sumariamente excluídos do programa. O respeito ao próximo é o mínimo que se espera em qualquer ambiente, ainda mais em uma praça esportiva.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Libero todos os canais de TV (TELECINE, PREMIERE FC, COMBATE, HBO, DISCOVERY, INFANTIS, ADULTOS, ETC) e coloco 1800 filmes e 180 séries completas por apenas R$ 35 mensais. Teste de 2 horas grátis. Sem antena! Basta ter internet! Pare de pagar entre 200 e 400 para ter bons canais de TV. Meu WhatsApp: 21 988788640

  • Pura hipocrisia hein!!em qualquer lugar do Brasil,que se identifica que tem rival infiltrado,o cara vai passar sufoco,agr vem falar que é só a torcida do Parmera??mimimi

  • Que tal o Varmeiras mandar os seus jogos na penitenciária?? Timeco!!

  • Palmeirense tá tudo doido por causa de taca!é taca,taca,taca,taca.
    Porcos imundos

  • Se a intenção era conter a violência e garantir a segurança dos presentes no campo, falharam redondamente. Ninguém se sentiria seguro num ambiente carregado de ódio e ressentimento. Quebraram cadeiras e jogaram os pedaços no campo, querendo ferir os jogadores do Flamengo, e o que é mais emblemático: ninguém foi preso! Nem o arremessador de cadeiras no campo, e nem os marginais que humilharam esses dois amigos que foram apenas ver uma partida de futebol. Em vez disso, os dois amigos foram EXPULSOS do estádio, e a PM palmeirense de SP enfiou a cabeça no buraco, que nem avestruz, ou seja, fingiu que não viu e não fez absolutamente nada para impedir. Mas que porra de “segurança” é essa??? O marginal fantasiado de torcedor faz o que quer, ameaça, agride, expulsa, humilha, xinga e NINGUÉM FAZ NADA??? Só notinha dizendo que vai apurar não resolve. Até porque todos sabemos que ninguém vai apurar porra nenhuma. Os envolvimentos entre essas organizadas da bandidagem e a diretoria do VARmeiras são mais do que notórios. Tudo vai ficar por isso mesmo. Esse é o retrato do futebol de hoje, virou válvula de escape de psicopatas raivosos e marginais, sob o olhar condescendente, sereno e complacente das “otoridades” esportivas, jurídicas e policiais. Fim dos tempos.

  • Foi essa merda que o MP e o Palmeiras causaram com essa palhaçada de torcida única. No Maracanã nada aconteceu com os torcedores palmeirenses e, ao que tudo indica, o Mengão irá retribuir essa “gentileza” proibindo a entrada deles no estádio quando for mandante.
    Acho que não deveriam entrar nessa pilha: deixem essa bosta de torcida única para o paulistinha, já que a PM de São Paulo não tem competência para evitar a selvageria desses babacas.