Técnico do Al-Hilal minimiza participação de Jorge Jesus na montagem de elenco: “Não influencia muito”

FOTO: DIVULGAÇÃO GE

O Al-Hilal é o primeiro representante da Arábia Saudita a participar do Mundial de Clubes desde 2005. Campeão da Liga dos Campeões da Ásia, boa parte deste vitorioso elenco foi escolhido por Jorge Jesus, atual técnico do Flamengo e adversário na semifinal do torneio. Nesta segunda-feira (16), o atual comandante Razvan Lucescu falou sobre os constantes questionamentos sobre o reencontro com o Mister.

Não fico frustrado sobre as perguntas. As pessoas gostam disso. Sou muito feliz por tudo que conquistei e o jogo será bem diferente, são times diferentes e estamos motivados. O Flamengo é forte, representa a América do Sul. Só espero que meu time chegue à final. Falam muito sobre Jesus ter passado aqui, mas isso não importa. O estilo de jogo é totalmente diferente, não influencia muito. É um jogo de 11 de cada lado e será decidido dentro de campo, de acordo com as decisões que tivermos em campo -, respondeu.


Como cuidar do seu dinheiro e ajudar o Flamengo ao mesmo tempo? Isso é fácil, com o Banco BS2!


Para o romeno, a participação de Jorge Jesus na montagem do elenco pode até dar uma vantagem ao português, mas, de acordo com o técnico, o estilo de jogo é o que realmente pode fazer a diferença.

O Al-Hilal avançou à semifinal após vencer o Espérance, por 1 a 0, com gol do craque Gomis. O atacante entrou no lugar de Gustavo Cuéllar, precisou de oito minutos em campo para mudar o rumo da ‘decisão’ e fazer um golaço. Ele recebeu um lançamento na entrada da área, deu um chapéu no zagueiro adversário e balançou as redes de primeira.

Flamengo e Al-Hilal se encontram na próxima terça-feira (17), às 14h30 (horário de Brasília), no Khalifa Stadium – Doha, Qatar. Pela outra chave, o Liverpool encara o Monterrey na briga pela classificação à grande decisão do Mundial de Clubes.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *