Matheus Brum: “Não podemos ignorar os erros do Flamengo e esquecer dos garotos”

Olá, companheiros e companheiros de Coluna do Fla. Finalmente, a temporada 2020 começou para nós. Não da maneira que queríamos, sem a possibilidade de ver o Flamengo em campo pela televisão, mas com a certeza de que disputar o Carioca com nossos garotos vai ser fundamental para vermos quais poderão fazer parte do elenco ao longo da temporada.

Por falar em garotos, quero trazer, hoje, a discussão muito delicada, mas que é necessária voltar às mesas rubro-negras: o incêndio do Ninho do Urubu, que completa 1 ano no próximo mês. Infelizmente, até agora, quase nada foi feito, tanto para indenizar as famílias, quanto para descobrir o(s) culpado(s) pelas mortes dos dez garotos das categorias de base.

Na semana anterior, duas notícias reacenderam este debate nas redes sociais (confesso que não vi nada sendo retratado nos programas esportivos das TVs e rádios). A primeira foi a entrevista que a mãe do Rykelmo concedeu à BandSports dizendo que o Flamengo só fez o pagamento de dois meses de pensão. Lembrando que estas pensões, no valor de R$10 mil foram estipuladas por causa da demora no acordo final das indenizações. A segunda, foi a matéria feita pelo jornal O Dia, confirmada pela reportagem do Uol, de que cinco jogadores sobreviventes do incêndio foram desligados do Mais Querido em um processo de reestruturação.

No primeiro caso, um conselheiro do clube postou no Twitter uma cópia de um pagamento à mãe de Rykelmo que está anexado, segundo ele, nos autos do processo. Este extrato bancário, em tese, desconstrói a narrativa de que o Flamengo não fez o pagamento. Entretanto, fui até o site do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, entrei no processo indicado pelo conselheiro, mas não consegui achar nenhum extrato bancário. Ele pode ter conseguido à cópia indo direto ao Fórum e olhando o processo, ou, também, ter conseguido a foto com algum advogado do clube. Fiz este questionamento pelo Twitter, como podem ver abaixo, contudo não tive resposta. Não estou, neste caso, dizendo quem está certo ou errado. Mas, há uma denúncia e ela deve ser apurada pela imprensa, pelos órgãos de justiça e Ministério Público.

No segundo caso, não houve um posicionamento do Flamengo sobre o tema. Aliás, há muito tempo o clube não diz nada sobre o caso. Parece, em uma análise de espectador, que o clube deseja que a morte dos garotos seja esquecida, principalmente pela boa fase que o time atravessa em campo, pulverizando recordes e conquistando títulos.

Entretanto, nós torcedores – e jornalistas também, como meu caso – não podemos deixar que o incêndio do Ninho do Urubu caia no esquecimento. O Flamengo, neste período, cometeu diversos deslizes. O mais importante, ao meu ver, foi não ter resolvido, de cara, a questão da indenização. Vamos lembrar que, em fevereiro, nossos cartolas negaram a proposta de diversos órgãos públicos, entre eles Ministério Público e Defensoria Pública, que previa pagamento de R$ 2 milhões de indenização e R$ 10 mil mensais até 45 anos. Venhamos e convenhamos que foi uma gigantesca bola fora e falta de humanidade para um clube com orçamento de quase R$900 mi no ano. Só de indenização, daria em torno de R$20 mi, o que representa pouco mais de 2% do que o clube arrecadou em 2019. Ou seja, praticamente nada. Como não houve o acerto, a novela começou e se arrasta até hoje.

“Ah, mas as famílias estão com advogados mercenários que querem tirar dinheiro do clube”. O dano indenizatório é incalculável, até porquê não há uma definição de quem é a culpa pelo incêndio. O Flamengo tinha que ter evitado, justamente, o processo judicial. Deveria ter aceitado de prontidão o acordo proposto pelo MP. Agora, uma vez que há a disputa jurídica é direito de ambas as partes lutarem pelo o que é melhor para elas. E quem vai bater o martelo, literalmente, é o juiz, decidindo, assim, quem está certo.

“Ah, mas o Flamengo propôs um pagamento indenizatório acima do que a jurisprudência determina em casos de acidentes”. Esta é outra fala comum de se ouvir. Vamos lá. Primeiro que o Flamengo não é uma empresa (clubes de futebol são Organizações Sociais, sem fins lucrativos), logo pode haver uma diferença no sentido jurídico da coisa. Segundo que o clube tem uma responsabilidade social, então precisava ter um posicionamento mais firme. Terceiro que financeiramente o caixa rubro-negro está em condições de pagar qualquer tipo de indenização pedida. E qualquer valor é justo diante do que aconteceu. Poderia ter seguido a primeira orientação do Ministério Público e resolvido a questão em poucas semanas.

“Ah, mas o Flamengo não pode se posicionar porque o processo está em segredo de justiça e qualquer fala pode prejudicar o processo”. Mais uma premissa equivocada. O Flamengo pode assumir uma postura de não falar sobre as investigações em curso e as negociações com as famílias. Mas, deve se posicionar quando uma mãe diz que o clube não está cumprindo com suas obrigações e quando há a dispensa de cinco jogadores que sobreviveram ao incêndio. Até porque, em ambas as questões, há respostas que precisam ser dadas, nem que seja para desmentir os autores das afirmações. No caso das demissões, principalmente. Por que os meninos não podem mais fazer parte do elenco? Será que a tragédia não interferiu no desempenho deles? Até que ponto o trabalho psicológico realizado foi satisfatório? O clube vai prestar alguma ajuda a partir de agora (além da psicológica, como dita na matéria)? Muitas questões, nenhuma resposta!

A diretoria do Flamengo precisa ser transparente neste caso. Desde o início falta transparências nas ações do clube. Ganhamos Libertadores e Campeonato Brasileiro e nenhuma homenagem foi feita aos garotos. Nas redes sociais, nada. Nenhum cartaz, busto, foto, placa, nada há na Gávea sobre o caso. O clube não desenvolve nenhuma ação com as famílias que já toparam o acerto financeiro. Simplesmente, como disse no início, parece que há uma tentativa de esquecer o que aconteceu.

Só que, infelizmente, uma boa parte da torcida comprou este discurso. As homenagens e os gritos pedindo justiça cessaram. Vamos esquecer da maior tragédia da história do Flamengo por causa de uma boa fase do time? E se tivéssemos mal, como seria? E se o que aconteceu no Ninho tivesse rolado no CT do Corinthians, do Palmeiras, do Vasco, do Fluminense ou de qualquer outra equipe? Nós, hoje, teríamos a mesma postura? Se a resposta é “não”, então mostra que jogamos os garotos para debaixo do tapete por causa dos títulos. E aí, meu amigo e minha amiga, sendo sincero, trocaria todas as emoções de 2019 pelo mínimo de justiça para com os mortos no incêndio.

O Flamengo teve tudo para sair como um clube mais gigante do que é! Poderia ter se posicionado rapidamente – Landim demorou mais de duas semanas para fazer o único pronunciamento dele sobre o caso -, poderia ter pago as indenizações, poderia ter criado uma ala dentro da Gávea para homenagear os garotos, poderia ter feito algo para preservar a História de cada um, poderia ter cobrado um posicionamento mais firme da Polícia Civil para investigar com mais agilidade as causas da tragédia. Aliás, é um absurdo que até hoje as forças de segurança do Estado do Rio de Janeiro não consigam divulgar para a sociedade o real motivo do incêndio.

Incrível também como boa parte da imprensa esportiva ajudou a esquecer o caso. As matérias sobre o incêndio ou sobre a vida dos garotos que morreram e que sobreviveram foram ficando escassas a cada mês. Parece que há um receio de tocar no assunto, como se fosse algo proibido ou que trará uma série de problemas. No entanto, o papel do jornalista – e por isso estou escrevendo este texto, correndo risco de ser xingado até a minha 15ª geração – é colocar o dedo na ferida, independentemente de estarmos falando do clube que amamos.

Sou contra que usem os garotos para poder diminuir nossos ganhos no campo e bola. Isso é cruel e covarde. Agora, é preciso que a torcida volte a cobrar do clube um posicionamento sobre o caso. Não podemos cair nas desculpas esfarrapadas de que as famílias são culpadas pela demora no pagamento da indenização, de que apenas a PC é culpada pela falta de informações sobre os culpados do incêndio, e de que qualquer pessoa que fale sobre o caso deseja o mal para o clube.

Quem faz isso está passando pano! Está ajudando a deixar esquecida uma história horrível! O Flamengo precisa sair desta história mais gigante do que é, liderando um processo de melhoria da estrutura das categorias de base, de mais respeito pelos garotos que têm no futebol o sonho de uma vida melhor, de apoio às famílias destes adolescentes que – na sua maioria – são de áreas pobres dos quatro cantos do Brasil. Só que, até agora, o clube prefere ser pequeno. E você pode estar sendo conivente!

Que a estrela dos garotos nunca deixe de brilhar no céu rubro-negro. E que a Justiça seja feita, pelo bem do Flamengo, do futebol e, principalmente, das famílias que tanto sofrem. Antes de apontar o dedo, chamando alguns de mercenários, busque se colocar no lugar deles, na dor que estão sofrendo há quase um ano e que se manterá para o resto da vida. Tente entender também o contexto social e econômico de cada um. Quem sabe assim, você possa mudar de ideia e fazer coro para que o clube resolva de maneira digna e vire a página mais triste da nossa brilhante História.

Matheus Brum
Jornalista
Twitter: @MatheusTBrum


Gostou? Comente! Não gostou? Comente mais ainda! Mas, por favor, vamos manter o diálogo sem xingamentos ou palavras de baixo calão. O bom diálogo engrandece o homem e nos faz aprender, diariamente!

Veja também

  • Melhor ler sóbos comentários. O texto é uma merda atrás de outra, totalmente amador. Resta saber pq essa está aqui no site.

  • Existem meias verdades no texto. Achei o jornalista meio “paulistinha”.
    1- O Fla aceitou o acordo com o MP, e já indenizou 3 famílias, no valor de 2 milhões para cada garoto e 10 mil de pensão até completar 45 anos.
    2- Sete das dez famílias não aceitaram o acordo.
    3- O Flamengo. através de seus advogados sugeriu ao MP, começar a pagar as pensões as 10 famílias, mesmo as que não aceitaram o acordo, dessas 2 não aceitaram receber as pensões, e depois se arrependeram, e uma delas saiu denegrindo a imagem do Flamengo alegando não ter recebido.
    4- o Flamengo pode ser acusado de muitos erros, entretanto a demora nas investigações ou a não punição dos culpados não é uma delas. Isso é um problema.a da justiça
    5 – Os advogados das 7 famílias em litigio, convenceram que cada indenização chegará ao valor de 10 milhões de reais . Por mais que uma vida não tenha preço o que se faz é precificar o dano para as famílias.
    6 – O que acontece agora é que as famílias que não chegaram ao um acordo estão recebendo, por iniciativa do Flamengo, pensões de 10 mil o que as deixa bem confortáveis para esperar pelas investigações e assim escolher os próximos passos (Não estou falando mal das famílias estão no direito delas).

  • Nâo duvido q tenha jornalistas envolvidos com advogados q querem tirar do clube valores maiores q o devido. O Fla informa q oferece 3 vezes o valor pago no pais, em média, para esses casos. Finalmente, no regime democrático, cabe a justiça e não a reporter, definir quando e quanto devem ser pagas indenização.

  • Óbvio que a diretoria quer que o assunto seja esquecido. Ela acha justo comprar jogadores por mais de 20, 30, 50, 80 milhões. Mas acha injusto pagar 2 milhões po uma vida de um garoto q estava sob a responsabilidade do clube- independente dele ser ou não culpado por essa tragédia. Se fosse um filho seu, caro leitor, que tivesse morrido queimado dentro daquele container, você estaria hoje concordando com essa diretoria sem empatia e humanidade, que pensa exclusivamente no financeiro? Vamos nos colocar no lugar dessas mães e dessas famílias todas ao menos uma vez, para ver se conseguimos entender o sofrimento pela perda dos nossos garotos do Ninho.

  • Pública Caralho!!!!

  • Como disse o autor,” Vou apanhar muito por essa matéria “.
    Gostaria de te parabenizar pela matéria Matheus, o Flamengo é muito gigante para atitudes tão mesquinhas,tão pequenas. Porque não aceitou prontamente o acordo oferecido pelo MP ?O que é 20 milhões para o Flamengo comparado com sua arrecadação? Estaria tudo resolvido e o Flamengo se mostraria o quão grandioso ele realmente é.
    Vejo aqui nos comentários vários críticos, advogados entre outros fazendo comentários de “Deixem a justiça resolver” , ” Matheus Brum anti flamenguistas ” e outras agressões verbais,mas graças à Deus também vejo alguns comentários sensatos,de pessoas que sabem o que significa “resiliência “.
    Vocês advogados e críticos da matéria deveriam saber o que é resiliência, deveriam se colocar no lugar dessas famílias que perderam seus filhos e sentir a dor de perder um filho. Vocês já sentiram essa dor? Sabem o que é perder um filho e talvez seu único filho ? Tem a coragem de vir aqui é dizer ” Deixem para a justiça resolver”. Ora,como se a justiça no nosso país fosse ágil e principalmente quando se trata de uma instituição milionária contra famílias pobres e de baixa renda.
    Pelo amor de Deus!!! Nada do que foi escrito aqui nessa matéria está desmerecendo o Flamengo, muito pelo contrário, está alertando ao Flamengo e mostrando a verdadeira atitude que o clube deveria e deve tomar para sua grandeza.
    Tenho 54 anos,sou Flamengo desde criança , vou ao Maracanã desde meus 10 anos,mas acima de tudo sou humano.
    Vamos ser mais humanos,vamos ser mais racionais e aprender que acima do amor por um clube existe o amor pelos nossos pais,filhos,netos,amigos e principalmente o amor à Deus.
    Parabéns Matheus Brum.

  • Matheus Brum os familiares não são obrigado a aceita o q o clube propôs a eles, porém como colocaram advogados particulares ,eles q esperem a justiça decidir, flamengo TB não e obrigado a aceitar os valores pedidos por esses advogados particulares não! escolheram esse caminho,agora q esperem o veredito final; infelizmente a justiça brasileira é lenta e vai levar um bom tempo p receber sem o acordo,;os advogados do clube com certeza vão recorrer até às últimas instâncias ,pq estão ali p defender o dinheiro do clube…..

  • Este caso não é pra ti resolver deixa de querer aparecer e querer tumultuar o flamengo cuida de tua vida deixa de querer dar um de bonzinho, lamento muito sim a morte destes inocentes no começo de suas carreiras e procurando seus futuros mas as fatalidades também existem

  • É apenas mais um anti fla. Na justiça existem dois caminhos: conciliação ou julgamento de mérito com isntrução e direito ao contraditório e ampla defesa. Todo esse ataque ao fla é só porque possui uma situação financeira confortável. Vc alguma vez já cobrou ao vasco a morte do jogador Dener? O fla tá pronto pra fazer acordo com a familia que quiser. Porém, advogados inescrupulosos estão dando esperança às familias de que o valor que vai ser levantado no processo será de pelo menos 10 milhões. Sou advogado e sei que esse valor jamais será confirmado pela justiça. Vcs não querem justiça, então deixem ela julgar, e a familia que achar que o seu advogado tá sendo antietico, então troca de advogado e faz acordo pra receber mais rapido, porém um valor justo.

  • Mais um querendo tumultuar, tomando as dores dos que nao sao dele, vai cuidar da tua vida seu bostetico.

  • Está certo, Matheus.
    Ser rubro-negro não é só aplaudir os acertos, mas também cobrar os erros e omissões da diretoria do clube.
    E, mais importante ainda que as indenizações, é apoiar incondicionalmente as investigações para que sejam apuradas as responsabilidades pelas mortes.

  • Minha opinião : o Flamengo perde a razão quando ao mesmo tempo que contesta o valor das indenizações paga 30 milhões num jogador vende outro por mais de 100 milhões…

  • Também acho que tem que pagar e resolver logo. Porém não podemos esquecer se o Fla estivesse na pobreza de 10 anos atrás, o valor seria outro. Tem muito oportunismo. Segundo, este é assunto de página policial. Para mim tem que separar no futebol.
    E mais importante indentificar os responsáveis. Não pode sair impune.

  • Caralho, o primeiro jornalista flamenguista que faz um excelente resumo do que realmente esta acontecendo, e praticamente o matam virtualmente. Congratulacões Mateus. Somos flamenguistas e não passadores de pano.

  • Minha opinião desde o início,é q o Flamengo acerte logo isso,p ninguém questionar mais,só falta essa pendência,dinheiro tem,q o jurídico abra uma brecha é conclua logo.

  • Matheus Brum filha da puta , vai perturbar outro clube seu merdinha.

  • Também sou torcedora incondicional do Flamengo, mas concordo com cada palavra escrita. Quase um ano se passou. Antes eu defendia, dizendo que o Flamengo estava resolvendo. Mas, hoje o Flamengo tem uma gestão que fez o clube ser lucrativo como nunca antes visto. Os valores pedidos pelo MP são altos, sim, mas não fazem nem cóssegas no orçamento do Flamengo! É um mês de salário do nosso querido técnico JJ. Olha a discrepância! JJ merece o salário que tem e o que receberá depois da atualização do salário, mas, é no mínimo constrangedor o Flamengo ficar “chorando miséria” com essas indenizações!!!

  • Você não passa de um jornalista do Arco Iris infiltrado.
    Quer o que?
    Quer que o Flamengo enriqueça esses vagabundos desses advogados mercenarios?
    O Flamengo está certo,tem que esperar à justiça definir e aí sim indenizar o que é de direito.
    E não tem que dar satisfação pra ninguém.
    Saudações rubro-negras

  • Existem meias verdades no texto. Achei o jornalista meio inocente.
    1-Concordo que o Fla deveria de prontidão ter aceitado o acordo com o MP mas isso não resolveria mta coisa já que as famílias poderiam não aceitar o acordo, só melhoraria a imagem do clube. Está meio claro que as famílias estão esperando o término das investigações para dar os próximos passos no processo já q isso impactaria diretamente nas indenizacoes
    2- o Flamengo pode ser acusado de mtos erros, entretanto a demora nas investigações ou a não punição dos culpados não eh uma delas. Isso eh um problema.a da justiça
    3- se há falta de pagamento na pensão eh fácil aferir e se o Fla não está pagando isso eh vergonhoso demais e deve ser prontamente revisto. Só acho estranho nenhuma outra família estar reclamando. Mas concordo que alguém devia vir a público falar e provar.
    4- acordos seja com quem for só acontecem se as duas partes se entendem. Fica difícil avaliar se a gente não sabe os valores envolvidos. Por mais q uma vida n tenha preço o q se faz eh precificar o dano para as familias. O que acontece agora eh que as famílias que não chegaram ao um acordo estão recebendo em teoria pensões de 10 mil o q as deixa bem confortáveis para esperar pelas investigações e assim escolher os próximos passos(Não estou falando mal das famílias estão no direito delas)
    De resto o texto eh correto. Concordo q faltam pronunciamentos do Fla e ações com as famílias q já se acertaram, mais homenagens e tudo mais.

  • Flamengo pagou um valor pra cada garoto sobrevivente sem sequelas , Flamengo pagou os 3 garotos com sequelas , Flamengo pagou 4,5 famílias dos 10 garotos mortos . Nada obriga o Flamengo manter os garotos que estiveram naquele incêndio da mesma forma eles tmb podem ir a outros clubes tmb depende da performances

  • Matheus Brum mais um jornaleiro sanguessuga.

  • MATHEUS BRUM :::: Mais um jornaleiro oportunista, sensacionalista , não merece nenhum respeito .

  • Isso deixa pra diretoria e família resolverem junto a justiça
    Não precisa querer clique lembrando essa tragédia.. pois com certeza as famílias e diretoria então resolvendo isso!!

    Só lamento essa tragedia.. mas aqui não é página pra isso .. estagiário sem conteúdo.

  • DESBLOQUEAMOS OS CANAIS PREMIERE, TELECINE, COMBATE E CANAIS ADULTTOS PARA ASSINANTES DE TV POR ASSINATURA DE QUALQUER LUGAR DO BRASIL E TAMBÉM REDUZIMOS O VALOR DA FATURA. SÓ PAGA DEPOIS QUE O SERVIÇO FOR FEITO. WHATSAPP 11957540287

Comentários não são permitidos.