MAIS UM TÍTULO! Flamengo sai atrás, mas vira sobre o Boavista e conquista a Taça Guanabara

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

O Flamengo conquistou neste sábado (22) o seu segundo título na temporada ao bater de virada o Boavista, por 2 a 1. Com quase 60 mil torcedores no Maracanã, a equipe mista do Rubro-Negro levou a Taça Guanabara, com gols marcados por Diego e Gabigol, e agora vai em busca da Recopa Sul-Americana, na quarta-feira de cinzas, dia 26, também no Maracanã.

O JOGO

Com uma equipe formada quase que inteiramente por reservas, o Flamengo iniciou mal a partida e por vezes se mostrava desorganizado, principalmente na defesa, que nesta noite era formada por Léo Pereira e Gustavo Henrique.

Léo Pereira, inclusive, era o “caminho” no qual o Boavista se aproveitava para tentar assustar. O zagueiro retornava de lesão e até então não fazia um bom jogo. Logo aos quatro minutos, com contribuição do jogador, a equipe de Saquarema abriu o placar no Maracanã.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Jefferson Renan apareceu no bico da grande área pela direita, driblou Léo Pereira e sofreu a falta do zagueiro em seguida. Na cobrança de falta, o lateral esquerdo Jean cobrou direto e acertou o ângulo do gol defendido por César.

O Flamengo teve ótima chance de igualar o placar aos 35, com Michael. O atacante aproveitou o rebote depois de cobrança de escanteio de Vitinho e subida de Léo Pereira. A bola desviou no meio do caminho e quase matou o goleiro Klever, que defendeu com a ponta dos dedos.

Melhor na partida, o Rubro-Negro colocou a bola não chão, tentava controlar as ações e finalmente chegou ao gol de empate, aos 43 minutos. Em nova cobrança de escanteio de Vitinho, Diego recebeu de fora da área e arriscou o chute. A bola desviou no meio e encobriu Klever.

O Flamengo voltou mais ligado para a etapa complementar, pressionando de todas as formas o Boavista em busca da virada e conseguiu chegar lá aos 34 minutos, em ‘jogadaça’ no campo de ataque. Gabigol iniciou pelo meio e acionou Everton Ribeiro, que logo rolou para Pedro. Com muito recurso, o centroavante descolou passe de letra para Gabriel, que completou de perna direita, no canto direito do goleiro de Klever.

A equipe de Saquarema ainda tentou assustar no fim, mas o clube da Gávea fechou a defesa e se mantinha soberano no segundo tempo, ficando com o título de campeão da Taça Guanabara.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *