Rafinha e Filipe Luís revelam conversa no vestiário antes de virada histórica sobre o River Plate

FOTO: REPRODUÇÃO

O Flamengo se voltou para 2020, mas não deixa de relembrar as glórias do chamado “ano mágico”, na temporada passada. Em entrevista exclusiva ao perfil oficial do clube no Facebook, Rafinha e Filipe Luís recordaram a conquista da Libertadores da América. Mais especificamente, o lateral direito revelou a conversa tida no intevalo, antes da virada épica sobre o River Plate, por 2 a 1.

No intervalo eu falei: “Pessoal, vamos entrar no jogo”, até porque estava 1 a 0. A gente precisa jogar e colocar em prática o que estávamos fazendo nos jogos, só que demoramos para entrar no jogo. Logo depois que tomamos o gol, não entramos no jogo como a gente faz normalmente. Mas o Mister também falou bem -, recordou Rafinha.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Filipe Luís relembrou que Diego, um dos líderes da equipe, falou no intervalo, antes de Jorge Jesus se pronunciar. A postura do Mister durante os intervalos dos jogos também foi comentada pelo lateral esquerdo.

Primeiro foi o Diego quem falou, depois ele (Jorge Jesus) corrigiu taticamente. E falou: “Vamos jogar, vamos se soltar” […] Se tiver que dar broca ele dá, mas geralmente ele é mais concreto e é uma coisa específica no intervalo. Ele não vai perder tempo xigando -, ressaltou.

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

Resenha do Jogador – Rafinha e Filipe Luís – Parte 1

Chegou o momento, Nação! Confira agora a estreia do "Resenha do Jogador" aqui no Facebook! A #FLATV conversou com os laterais rubro-negros Rafinha e Filipe Luís.

Publicado por Clube de Regatas do Flamengo em Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2020

Resenha do Jogador – Rafinha e Filipe Luís – Parte 2

Confira agora, aqui no Facebook, a segunda parte da resenha com os nossos laterais Rafinha e Filipe Luís! #FLATV

Publicado por Clube de Regatas do Flamengo em Sábado, 15 de fevereiro de 2020

Veja também

  • O Athletico nunca foi grande coisa fora de seu domínio, sem o artifício do gramado sintético. Que dirá sob outro comando e com elenco desfigurado? Sim, porque seu elenco sofreu mudanças involuntárias, por motivo de investidas externas. Não foi uma “reformulação” (categórica, planejada). O Flamengo chega com mais elenco, time e conjunto. O Distrito Federal é uma das casas que temos espalhadas pelo país. Jogaremos em casa. Dizem que o Atlhetico está na frente em jogos rodados na temporada… Pergunto, quantos? dois três jogos de diferença? Não é uma diferença tão significante. Em contrapartida, o Flamengo enfrentou adversários mais pesados; “Fluminense e Vasco”. A lógica aponta uma vitória tranquila e elástica do Flamengo. Aposto em um 3 a 0, fora o baile… SRN

Comentários não são permitidos.