#COVID19: Ministério da Saúde confirma 159 mortes e 4.579 casos de coronavírus no Brasil

FOTO: ISAC NÓBREGA

Na tarde desta segunda-feira (30), o Ministério da Saúde do Brasil divulgou o mais recente balanço nacional sobre os casos de coronavírus no país. A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que o sintomas mais comuns são:febre, tosse e dificuldade de respirar. De acordo com a entidade, alguns pacientes podem ter dores pelo corpo, congestão nasal, coriza, dor de garganta ou diarreia. Esses sintomas, geralmente, são leves e evoluem gradualmente.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Os principais dados são:

  • 159 mortes
  • 4579 casos confirmados
  • 3,5% é a taxa de letalidade
  • Sudeste tem 2.507 casos, 55% do total
  • São Paulo tem 1.451 casos

Como o coronavírus é transmitido?

  • O toque do aperto de mão é a principal forma de contágio
  • Gotículas de saliva
  • Espirro
  • Tosse
  • Catarro
  • Objetos ou superfícies contaminadas como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos e teclados de computador etc.

Como se proteger:

  • Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão ou então higienize com álcool em gel 70%.
  • Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos.
  • Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas. Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado.
  • Mantenha uma distância mínima cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando.
  • Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote uma onda amigável sem contato físico, mas sempre com sorriso no rosto.
  • Higienize com frequência o celular e brinquedos das crianças.
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos.
  • Evite aglomerações e mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.
  • Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente, idosos e doentes crônicos e fique em casa até melhorar.
  • Durma bem, tenha uma alimentação saudável e faça atividade física.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • DUAS REALIDADES, a PRIMEIRA, é fato que o número de mortos pelo covid19 no Brasil é,,,,,,,, -MUITO BAIXO, nos meses de março e abril ATINGIREMOS O PICO, depois disso o número –,, VAI DIMINUIR. Isto está sendo dito TODOS OS DIAS pelas autoridades da saúde não só no ,,,,, BRASIL, COMO NO MUNDO, A SEGUNDA REALIDADE, O NÚMERO DE MORTES NO BRASIL,, PELA VIOLÊNCIA EM UM ÚNICO DIA É SUPERIOR AS MORTES PELO COVID EM 4 MESES,,,, – sem contar as mortes por falta de atendimento nos hospitais por câncer, coração e o resto,,, NOS ÚLTIMOS 20 ANOS NINGUÉM DIZIA NADA, HOJE O PAIS INTEIRO FALA DISSO, na boa, NINGUÉM TÁ NEM AI PRO POVO, é apenas IDEOLOGIA política e HIPOCRISIA.

  • Perfeito seu comentário, Darcy!
    Não é como muitos caras que aparecem por aqui dando opiniões com base em argumentos rasos, posicionamentos próprios de analfabetos políticos ou até desprovidos de fundamentação.
    Triste é o momento que vivemos. Como escreveu uma articulista, cujo nome não me vem agora, estamos vivendo uma tentativa de darwinismo social: para o bozo é interessante que os idosos se danem, pois não produzem mais, e também os pobres, uma vez que oneram demais o Estado por conta dos programas assistenciais.
    Espero que os cidadãos brasileiros atravessem essa tormenta, mas não se esqueçam da indiferença e do despreparo desse imbecil que, inadvertidamente, colocamos lá.
    SRN.

  • Comparem o baixíssimo
    número de óbitos na
    Alemanha, que adotou o
    isolamento social radical,
    combinado ao teste massivo
    do coronavírus (procedimento
    que procurou replicar na
    Alemanha a experiência bem
    sucedida de controle do
    coronavírus na Coréia do Sul, em Singapura e na China) com o
    elevadíssimo número de
    óbitos na Itália e na Espanha,
    que negligenciaram o
    isolamento social, embora
    não da forma criminosa,
    proposta pelo genocida
    Bolsonaro. Se nosso país
    se deixar levar pelo canto
    da sereia do psicopata
    insano, a projeção de mortos
    é de centenas de milhares,
    podendo chegar à casa do
    milhão, em sua maioria, idosos,
    porém, com uma expressiva
    quantidade de jovens, e até
    mesmo crianças, portadoras
    de doenças autoimunes,
    diabetes, bronco-respiratorias,
    como asma, ou em tratamento
    contra ocâncer. Milhares de
    pessoas que têm direito à
    vida e que poderiam viver
    mais dezenas de anos
    morreriam por causa de
    uma corrente política
    desumana, simpatizante
    de Hitler e de Pinochet,
    acostumada a desprezar
    a vida de seus
    semelhantes, preocupada
    tão somente em defender
    os lucros do mercado
    financeiro e as propinas
    que recebe a título de
    pagamento desses serviços
    escusos. Façamos, então,
    como os alemães, trabalhando
    para salvar a vida de nossos
    irmãos. Apenas uma pequena
    reflexão: todos nós estamos
    sujeitos a conhecer, no futuro,
    um(a) amigo(a) ou um futuro
    grande amor diabético(a) ou
    com uma doença autoimune,
    como lúpus, que terá sobrevivido
    graças à nossa luta para
    salvá-lo(a). Muitos de nós têm
    um ente querido com mais
    de 60 anos que tem saúde para
    viver ainda muitos anos nos
    reconfortando com o seu
    amor. A vida não tem preço.
    Essa é a lição que a humanidade
    está reaprendendo. Lição que
    Bolsonaro e sua corrente
    política cheia de ódio se recusa
    a aprender.

  • Qualquer causa de morte é muito triste. Chegamos a 159 mortos pela covid-19. O mesmo número de mortos por dia por crime de assassinato no pais. Ninguém fala em combate a violência. São aproximadamente 60.000 mortes por ano, por crime, sem nenhum combate efetivo.