#TBT | Há um ano, Flamengo venceu o Fluminense com gol nos acréscimos e foi à final do Carioca

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

A temporada de 2019 do Flamengo foi repleta de capítulos vitoriosos. Apesar de a maior parte deles ter sido escrita no segundo semestre, após a chegada de Jorge Jesus, o Rubro-Negro também fez partidas memoráveis no início do ano. Uma delas foi a semifinal da Taça Rio, contra o Fluminense, no dia 27 de março.

Na ocasião, o Flu levava a vantagem do empate, por ter se classificado como primeiro colocado de seu grupo. Logo, o Rubro-Negro precisava vencer o clássico para ir à decisão do turno do estadual. No entanto, mesmo com o Tricolor podendo empatar, o Flamengo era a considerado favorito, mas não teve uma missão fácil.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Desde o início da partida, o Fla mostrou superioridade, apesar de o Fluminense chegar a assustar a meta de Diego Alves. O placar foi aberto por Renê, aos 30 minutos da etapa inicial. O lateral recebeu de Bruno Henrique e, de fora da área, acertou um belo chute no canto do goleiro Rodolfo.

O Flamengo seguia no domínio do duelo, mas o roteiro sofreu uma grande mudança aos 43 minutos: após forte entrada em Gilberto, Bruno Henrique foi expulso, e o Fla passou a jogar com um a menos.

O Rubro-Negro chegou a ir para o vestiário com a vantagem, mas não demorou a ceder o empate no segundo tempo. Em pênalti polêmico, marcado com auxílio do VAR, Yony Gonzáles superou Diego Alves e levou o 1 a 1 – que classificaria o Flu – para o marcador.

Com um a menos, o Flamengo viu a situação se complicar, uma vez que precisava superar o Fluminense para ir à final do turno. Sem ter medo, o Fla foi para cima e também deu espaços para o rival atacar. Foram mais de 30 minutos de tensão, até o grande alívio vir aos 50 minutos do 2° tempo.

Lucas Silva, que entrou como aposta do então técnico Abel Braga, foi derrubado na área e sofreu pênalti no apagar das luzes. Com extrema frieza e categoria, Everton Ribeiro converteu a cobrança, colocou o 2 a 1 no placar e despachou o Tricolor na Taça Rio. Por fim, o meia Paulo Henrique Ganso ainda foi expulso, por um esbarrão intencional no quarto árbitro.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • eterno fregueses.

  • As garotas mais quentes esperando por você no — Hotsial.Com