Você me conhece? #1 | Dos campinhos de terra ao topo da América: conheça a história de Gabigol

FOTO: CLEVER FELIZ / LDG NEWS

Apesar de ter apenas 23 anos, o atacante Gabriel Barbosa já acumula uma rica história no futebol. Atual dono da camisa 9 do Flamengo,  atleta é uma das figuras mais emblemáticas de todo o continente, extrapolando o mundo do esporte. Porém, até chegar ao sucesso, Gabigol teve que sair cedo de casa e superar grandes dificuldades, até entrar para a história do Rubro-Negro.

O atleta será o primeiro personagem da série “Você me conhece?”, especial do Coluna do Fla, destinada às histórias de atletas que têm levado o Flamengo novamente ao caminho de títulos e glórias entre as quatro linhas.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


VOCÊ ME CONHECE? – GABIGOL

Nascido em 30 de agosto de 1996, Gabriel é de São Bernardo do Campo, cidade que fica a cerca e 20 km de distância da capital paulista. E foi justamente em seu local de nascimento que Gabigol começou a dar seus primeiros passos no futebol, ainda em forma de brincadeira.

Em entrevista concedida a uma de suas patrocinadoras, Gabriel relembra com carinho a fase da infância, garantindo ainda que, até hoje, usa aprendizados que teve nos campinhos de terra: “Era um momento que eu me divertia muito. Eu sinto muita falta. Na rua, vale tudo, tem a malandragem. O gol do título da Libertadores foi um gol de malandro. Joguei o corpo nele (Pinola), e ele se desequilibrou. Isso tem muito na rua”.

Os primeiros indícios de que Gabriel poderia se tornar um atleta profissional chegaram quando o atleta tinha apenas 8 anos de idade. Nessa época, ele realizava testes na equipe de futsal do São Paulo e, curiosamente, foi visto por Zito – ídolo do Santos – em um amistoso contra o próprio Peixe. Desde então, o Alvinegro demonstrou interesse no atacante e conseguiu levá-lo á Vila Belmiro.

Resultado de imagem para gabigol base santos
Gabigol assinou seu primeiro contrato profissional com o Santos em 2012 (Foto: Divulgação/Santos FC)

Quando tinha 14 anos, Gabriel era apontado como uma das grandes promessas do futebol mundial, já respondendo pelo apelido de Gabigol. A fama, como era de se esperar, não veio sem motivo: ao todo, foram mais de 600 gols nas categorias de base do Santos, até a estreia no profissional.

Curiosamente, o primeiro jogo oficial de Gabriel na equipe principal do Santos foi contra o Flamengo – clube no qual ele viria a se tornar ídolo. Com 16 anos, Gabigol atuou no empate por 0 a 0 entre Flamengo e Santos, no dia 26 de maio de 2013 – partida que marcou a despedida do craque Neymar Jr. para o Barcelona. O primeiro gol nos profissionais demorou cerca de três meses para acontecer, e saiu contra o Grêmio, pelas oitavas da Copa do Brasil.

Nos anos seguintes, Gabriel deslanchou, sendo o artilheiro do Santos em 2014 e 2015. No ano de 2016, ele disputou apenas meia temporada pelo clube paulista, até ser comprado pela Inter de Milão por quase 30 milhões de euros.

Na equipe italiana, Gabriel viveu o pior momento de sua carreira. Pouco aproveitado, o jogador – que havia chegado como grande promessa – atuou em apenas dez partidas e marcou um gol. No ano seguinte, Gabigol foi emprestado ao Benfica, ainda tentando sucesso na Europa. Em Portugal, o rendimento também não foi favorável: cinco jogos e um gol.

Sem se firmar no velho continente, Gabigol decidiu voltar às origens e foi emprestado ao Santos, em 2018. No ano, o atleta estabeleceu a sua melhor marca de gols em uma temporada: foram 27, ao todo. Individualmente, ele levou os prêmios de artilheiro do Brasileirão e da Copa do Brasil, além do Bola de Prata como melhor atacante. Tal rendimento chamou atenção do Flamengo, que, tendo o vice de futebol Marcos Braz como grande entusiasta, selou a contratação por empréstimo de um ano, em 2019.

Resultado de imagem para apresentação Gabigol Flamengo 2019
Apresentado em janeiro de 2019, Gabigol não estava entre as ‘prioridades’ do então técnico Abel Braga (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

A chegada de Gabriel Barbosa ao Rubro-Negro se tornou um divisor de águas, tanto para o clube, quanto para o jogador. Isso porque, se antes ele só tinha o ouro olímpico de 2016 como grande título, no Fla ele passou a ter Libertadores e Campeonato Brasileiro no currículo.

Com 59 jogos na temporada, Gabriel foi protagonista no Brasileirão e também na competição continental. Não a toa, além de ter ajudado o Fla a vencer os troféus, ele ainda foi artilheiro em ambas. Com tamanho sucesso, Gabriel foi eleito o Rei da América – tradicional prêmio concedido ao melhor jogador do continente sul-americano.

Em 31 de dezembro de 2019, o contrato por empréstimo de Gabriel com o Flamengo foi encerrado. Desde então, o torcedor rubro-negro passou a viver uma verdadeira aflição, sem ter certeza da permanência do atleta no clube, até que, em 28 de janeiro, o Mais Querido anunciou o ‘fico’ de Gabigol, para a alegria da Nação. Em 2020, ele já conquistou a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana, mostrando que a sede de títulos segue em alta.

CONFIRA NÚMEROS DE GABRIEL COM A CAMISA DO FLAMENGO:

Jogos: 69
Gols: 54
Assistências: 16
Vitórias: 49
Empates: 12
Derrotas: 8
Aproveitamento: 76,8%


TÍTULOS DE GABRIEL PELO FLAMENGO:

– Campeonato Carioca (2019)
– Taça Libertadores (2019)
– Campeonato Brasileiro (2019)
– Supercopa do Brasil (2020)
– Recopa Sul-Americana (2020)


PRÊMIOS INDIVIDUAIS DE GABRIEL PELO FLAMENGO:

– Artilheiro do Brasileirão 2019
– Artilheiro da Libertadores 2019
– Rei da América
– Bola de Ouro (melhor jogador do Brasileirão 2019), no Bola de Prata ESPN
– Melhor atacante do Brasileirão 2019, no Bola de Prata (ESPN)
– Melhor atacante do Brasileirão 2019, pela CBF

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *