Flamengo resolve não prolongar férias e reavaliará situação após reunião na Ferj

FOTO: DIVULGAÇÃO

O Flamengo decidiu manter a reapresentação dos jogadores para o próximo dia 21 de abril, a princípio. Mesmo com a maioria dos clubes concordando em estender o período de férias, depois de reunião na CBF, nesta terça-feira (14), o Rubro-Negro preferiu manter a programação original, mas pretende reavaliar a situação após encontro com a Ferj, marcado para esta quarta.

Em comunicado, a CBF esclareceu detalhes sobre a reunião e informou que “os Clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro de Futebol, por expressiva maioria optaram por estender as férias de seus atletas até o dia 30 de abril de 2020″. Por sua vez, somente três equipes do Rio (Flamengo, Vasco e Botafogo) não se posicionaram a favor da extensão das férias.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


A entidade ainda afirmou que os clubes do Rio contrários à proposta aguardam o “resultado de estudos objetivando um possível retorno do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro no mês de maio, desde que isso não prejudique o calendário do futebol nacional”. Nesta quarta-feira, as equipes cariocas voltam a se reunir com a Ferj para debater sobre os protocolos médicos elaborados e uma possível retomada da competição.

Confira na íntegra o comunicado da CBF:

Comissão Nacional de Clubes (“CNC”), órgão estatutário da CBF com independência deliberativa dos clubes, informa que em reunião realizada no dia de hoje, 14 de abril de 2020, os Clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro de Futebol, por expressiva maioria optaram por estender as férias de seus atletas até o dia 30 de abril de 2020, com o objetivo de preservar o calendário do futebol brasileiro e todas as suas competições (Estaduais, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro).

A CNC esclarece ainda, que 3 (três) clubes do Rio de Janeiro (Flamengo, Vasco e Botafogo) ainda não fizeram esta opção sobre a extensão de férias, tendo em vista aguardarem o resultado de estudos objetivando um possível retorno do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro no mês de maio, desde que isso não prejudique o calendário do futebol nacional.