Bandeira explica saída inesperada de Vagner Love em 2013: “Ele custava R$ 1 milhão por mês”

FOTO: FRED HUBER

Há pouco mais de sete anos, o Flamengo anunciava o rompimento de contrato de Vagner Love, até então principal jogador da equipe. O atacante foi devolvido ao CSKA, da Rússia, por conta de uma dívida milionária do Rubro-Negro. Presidente do clube à época, Eduardo Bandeira de Mello explicou o motivo da saída inesperada de Love.

O Vagner Love tinha sido adquirido junto ao CSKA, e nós ainda estávamos devendo 6 milhões de euros. Entre luvas e salários, ele custava ao Flamengo algo em torno de R$ 1 milhão por mês. O Flamengo não tinha como ficar com ele. Para a nossa felicidade, o jogador e seu empresário foram extremamente compreensíveis -, explicou Bandeira, em entrevista concedida ao canal “Venê Casagrande”, no YouTube.

Com a concordância deles, conseguimos negociar com o CSKA para devolver o Vagner Love e cancelar a dívida. Pudemos abater aquele valor, que era expressivo. Mas, claro, perdemos nisso o principal jogador do elenco. Tem horas que precisamos fazer sacrifícios. Foi o que eu falei na posse, que iríamos fazer sacrifícios para resgatar a dignidade e credibilidade do Flamengo -, completou.


Produtos oficiais do Flamengo com descontos incríveis


Ainda em janeiro de 2012, sob condução do ex-vice de finanças Michel Levy, o Flamengo aceitou pagar € 10 milhões (R$ 27 milhões na cotação à época) pelos direitos econômicos de Vagner Love. Entretanto, os russos receberam somente € 4 milhões (R$ 10,8 milhões), ao longo do ano, pela transação.

Veja também

  • Esse aí não jogava nada. Perdia um caminhão de gols. A Torcida do flamengo antes de Gabigol, só sorriu com Brocador, Adriano e Edilson nos anos 2000.

Comentários não são permitidos.