Em meio à pandemia da Covid-19, BS2 sinaliza quebra de patrocínio com o Flamengo

FOTO: DIVULGAÇÃO/FLAMENGO

O Flamengo havia suspendido todas as atividades no Ninho do Urubu, por conta da pandemia do novo coronavírus. Em meio a isto, o Rubro-Negro comunicou ao banco BS2 sobre um provável acerto com a Amazon para patrocínio master. No entanto, conforme divulgado pelo jornal Extra, o banco avisou que não pretende estampar sua marca em outra parte da camisa.

Além disso, o portal informou que o BS2 deve romper o contrato antes do prazo pré-estabelecido. Ou seja, a empresa não vai esperar para encerrar o vínculo com o clube no fim de 2020, como era previsto. O atual parceiro ainda tinha duas parcelas de R$ 5 milhões para quitar com o Mais Querido, referentes ao contrato de R$ 15 milhões anuais fechados em 2019. Uma seria paga em maio, e a outra em dezembro.

Entretanto, após o vazamento das negociações com a Amazon, em março, visando a ocupação do espaço nobre do uniforme, o BS2 endureceu o jogo. E, não só retirou a proposta de aporte de mais R$ 10 milhões anuais para estampar a marca em outras modalidades, como desistiu da parceria. Segundo o Extra, agora as partes discutem o pagamento da multa rescisória de R$ 2 milhões prevista em contrato.


Ganhe dinheiro com capinhas e acessórios do Mengão!


Se oficializado, o BS2 será o segundo patrocinador a deixar o Flamengo desde a paralisação do futebol brasileiro. O primeiro foi o Azeite Royal. Por conta do encerramento do vínculo, o Rubro-Negro irá cobrar R$ 1,2 milhão da empresa. O acordo por temporada era de R$ 3 milhões. A marca também suspendeu os contratos com Vasco, Fluminense, Botafogo e Maracanã.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *