Treinador do Fla Esports fala sobre saída de Shrimp e abre portas para o coreano no futuro

FOTO: RIOT GAMES BRASIL

A equipe de esportes eletrônicos do Flamengo chegou em mais uma final do Campeonato Brasileiro de League of Legends, mas acumulou outro vice-campeonato. Em entrevista à FlaTV, o treinador Thiago “Djoko” Maia falou sobre a saída do sul-coreano Lee “Shrimp” Byeong-hoon, ex-caçador da equipe, e abriu portas para ele após o serviço militar obrigatório.

Eu vim em 2020, não peguei a época Shrimp. Os coreanos têm o serviço militar obrigatório, assim como no Brasil. Mas o deles é treta. Tem (o conflito entre) Coreia do Sul e Coreia do Norte, eles têm que fazer. O Shrimp já jogou na América do Norte e outras regiões e agora precisou voltar para fazer isso. Infelizmente tivemos que perder o Shrimp para 2020. Ele já mostrou que se apaixonou pelo Flamengo, se encantou pelas experiências que teve aqui. Então, quem sabe no futuro, (ele volte) quando tiver resolvido tudo isso. Eu sinto saudade daquilo que a gente não teve porque o Shrimp é um excelente jogador, embora a gente esteja super-ultra servido com o Ranger.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Shrimp deixou o Flamengo em novembro de 2019 e ainda não assinou com nenhuma outra equipe por conta do serviço militar obrigatório da Coréia do Sul. Pelo Mais Querido ele conquistou CBLOL. Ainda não se sabe quem do atual elenco permanece defendendo as cores do Flamengo. Bruno “Goku” e Filipe “Ranger”, destaques do time, possuem mais um ano e meio de contrato. A segunda etapa da competição começa no próximo dia 06 de junho. A janela de transferência abriu no dia 10/05 e vai até o dia 25/05.

Veja também