Conmebol não projeta data para retorno da Libertadores: “Quem falar uma, vai errar”

O Flamengo definiu um protocolo “anti-covid“, para poder treinar e evitar que atletas e funcionários sejam contaminados. Outros clubes e federações têm usado o Rubro-Negro como exemplo e, com isso, a Confederação Brasileira de Futebol começou a projetar o retorno do esporte no Brasil, mesmo que de forma ainda embrionária. Porém, o mesmo não acontece com a Conmebol.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Isso porque, a instituição sul-americana não tem data prevista para o retorno da Libertadores da América. De acordo com a ESPN, um representante da Conmebol garantiu que “quem falar uma data, vai errar“, pois ainda não há projeção, nem mesmo inicial, de quando a bola irá rolar.

O motivo se dá pelo fato de o Brasil ser, atualmente, o epicentro da pandemia de COVID-19 no mundo. Além disso, outros países vizinhos também sofrem com a doença, como é o caso de Chile e Peru, que apresentam elevação dos casos e não se sabe ao certo se já alcançaram o pico de contaminação.

A Conmebol encontra dificuldades ainda por conta das fronteiras fechadas e dos diferentes calendários de retomada do futebol de cada país. Por isso, a instituição já trabalha com o fato da Libertadores da América invadir o ano de 2021, acarretando assim um “efeito dominó” com a próxima edição do torneio.

Alguns países já possuem planos para o futebol: o Paraguai marcou a retomada do campeonato local para 17 de julho. No Equador, a data proposta é o dia 19 do mesmo mês, enquanto no Chile seria em 31 de julho. A Bolívia, por sua vez, espera pela aprovação do governo para agosto. Argentina e Venezuela, por outro lado, deram seus torneios nacionais por encerrados ainda no primeiro semestre. O Uruguai vai testar os jogadores nesta semana para marcar uma possível volta.

Peru ainda não definiu sua programação, mas a federação local já definiu que Lima será sede única do campeonato nacional. Brasil e Colômbia, por enquanto, não possuem planos para o retorno dos torneios nacionais. No Rio de Janeiro, no entanto, existe a possibilidade de a bola rolar no final de junho ou no início de julho, dependendo apenas da liberação do governo.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *