Destaque do Manchester United relembra desconfiança sobre Jorge Jesus e elogia: “Treinador especial, diferente”

FOTO: DIVULGAÇÃO

Jorge Jesus chegou ao Flamengo em junho de 2019, sob enorme desconfiança da imprensa brasileira, de torcedores e dirigentes rivais. Era comum ver críticas sendo feitas ao comandante, que não ligou e conquistou cinco troféus no Rubro-Negro: Campeonato Brasileiro e Libertadores da América na última temporada, Taça Guanabara, Supercopa do Brasil e Recopa Sul-Americana neste ano. Destaque do Manchester United, Bruno Fernandes relembrou da fase turbulenta do técnico logo após o anúncio da contratação do Fla.

Jorge Jesus chegou ao Brasil sem ‘esperança’ de ninguém, sem apoio de ninguém podemos dizer assim, a não ser do clube. Ninguém esperava que ele conquistasse tudo que conquistou, o Flamengo conseguiu conquistar outra vez a Libertadores após muitos anos. O mérito não vai só ao Jorge Jesus, obviamente, pois o plantel tem uma ótima qualidade, mas ele pode ter sido o ‘click’ que faltava ao Flamengo -, disse o jogador, em entrevista à ESPN.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


Aos 25 anos, o português Bruno Fernandes é apontado como um dos responsáveis por colocar o Manchester em “outro patamar“. O jogador, no entanto, demorou para ser reconhecido em seu próprio país. Isso porque, ele tem uma carreira incomum: não começou atuando em Portugal, mas sim na Itália (Novara, Udinese e Sampdoria). Em 2017, o atleta trabalhou com Jorge Jesus no Sporting, na sua terra-natal. O meia elogiou o técnico do Flamengo, mas sugeriu que o Mister começasse a fazer aulas de inglês, caso queira treinar uma equipe na Inglaterra.

O Jorge Jesus é um treinador diferente, mas, na minha opinião, ainda tem muito o que ‘correr’ para poder treinar na Inglaterra, pois o inglês dele é muito fraquinho (risos)… E ele sabe disso. Quando eu fui treinar com ele, eu precisava sempre falar em português para aqueles jogadores que não entendiam (traduzir). Ele até ficava chateado com os jogadores que não sabiam o português -, comentou, antes de prosseguir:

— Mas é um treinador especial, que tem algo diferente daqueles que eu já trabalhei. Jorge Jesus foi muito importante para a minha adaptação em Portugal, porque nunca havia jogado lá, e à nível de cultura futebolística é um treinador bom, como poucos -, encerrou o atleta, que tem sido um dos líderes técnicos do atual Manchester United.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *