Ex-técnico do Fla, Ney Franco conta como reagiu ao receber convite para treinar o Mais Querido em 2006

FOTO: REPRODUÇÃO

O Flamengo é visto, por muitos, como o maior clube brasileiro, seja por títulos, por torcida ou pela repercussão que gera no país. Por isso, muitos profissionais têm o sonho de trabalhar no Rubro-Negro, como foi o caso de Ney Franco. Em 2006, quando ainda comandava o modesto Ipatinga, de Minas Gerais, o técnico foi eliminado na semifinal da Copa do Brasil de 2006. No entanto, após o confronto, Ney recebeu o então vice-presidente de futebol do Mais Querido, Kleber Leite, no vestiário e ouviu um convite inesperado.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


A primeira abordagem do Flamengo com meu nome pensei até que era um trote. Quando fizemos a semifinal no segundo jogo no Maracanã, o presidente do Ipatinga me chamou e disse que o Kleber Leite queria conversar comigo e se podia entrar no vestiário. No primeiro momento, pensei que ele iria ao vestiário para dar parabéns pelo nosso trabalho. Mas para a minha surpresa ele disse que tinha uma pretensão de mudança de treinador do Flamengo e que, por ele, era o meu nome. E quis saber a minha situação no Ipatinga —, conta Ney Franco, que prosseguiu:

Eu expliquei, mas logicamente que internamente pensava que aquilo era uma brincadeira, porque é difícil você imaginar uma equipe como o Flamengo estar numa final de Copa do Brasil e pensar em trocar o treinador por um do Ipatinga. O Kleber disse que conhecia minha carreira desde a base e que me acompanhou em 2005 no título do Campeonato Mineiro. Fiquei surpreso e recebi a notícia com muita felicidade. Ele conversou comigo numa quinta-feira e na outra segunda-feira ele pediu para ir ao Rio de Janeiro. Nem discuti salário e só pedi para levar minha comissão técnica —, completou, em entrevista ao jornal Extra.

Após ser eliminado pelo Flamengo na semifinal da Copa do Brasil, Ney Franco comandou o próprio Rubro-Negro em dois jogos na competição, suficientes para ter duas vitórias e levar o título. A finalíssima foi justamente com o arquirrival do Fla, o Vasco da Gama, apontado como favorito à época, como conta o treinador.

O Vasco era colocado como o favorito nessa final, pelo elenco que tinha e pelo trabalho que estava sendo desenvolvido por lá. E nós fomos superiores ao Vasco nos dois jogos e essa superioridade nos deu o título. E foi a primeira vez que duas equipes do mesmo estado faziam uma final de Copa do Brasil e foi uma final que mobilizou o Brasil inteiro. Parou o país inteiro para ver esse jogo. Então merece estar entre os maiores jogos da história do Maracanã —, encerrou.

Ney Franco tivera duas passagens pelo Flamengo. Se na primeira ele conquistou o título da Copa do Brasil ao comandar o time apenas na final da competição, na segunda as coisas não fluíram como o esperado. O treinador não conseguiu vencer nenhuma partida em 2014 e foi demitido após sete jogos. Ao todo, ele esteve à frente do Fla em 23 partidas, obtendo oito vitórias.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *