Flamengo opta por readequação financeira, e renovação de Diego Alves fica em segundo plano

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

O Flamengo é um dos times mais bem estruturados para superar a crise financeira que a pandemia do novo coronavírus deve acarretar nos clubes brasileiros. Porém, o Rubro-Negro não está isento do impacto que irá atingir o país. Exemplo disso, é que os dirigentes ainda não intensificaram as conversas pela renovação de contrato com Diego Alves, por conta da readequação das finanças que o Fla terá que passar.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


De acordo com o Globo Esporte, o Flamengo dá prioridade à organizar as finanças, com o intuito de que seja possível cumprir todos os compromissos em um cenário ainda nebuloso devido à pandemia do Covid-19. Isso porque, desde a paralisação do futebol no Brasil, o Rubro-Negro foi fortemente impactado em suas receitas.

Não à toa, o Flamengo negociou com os atletas e reduziu em 25% o salário do elenco por dois meses – maio e junho. Além disso, o Rubro-Negro voltará a pagar direito de imagens apenas em 2021. Em consequência dessas ações, os dirigentes optaram por não contratar mais nenhum reforço este ano, apostando assim no plantel atual.

Com este cenário, o Flamengo mantém conversas com o empresário de Diego Alves, Eduardo Maluf, mas as tratativas ainda estão em estágio inicial. O Fla não tem pressa, pois pretende, prioritariamente, se readequar financeiramente. O atual contrato do goleiro termina em dezembro deste ano, e o clube já manifestou o desejo de estendê-lo. Porém, as partes envolvidas terão que ter paciência, por conta da crise financeira devido à pandemia.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *