Globo intensifica ‘queda de braço’ com o Fla, ignora MP e garante que clube não pode transmitir partidas

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

Se dentro das quatro linhas as coisas vão muito bem, obrigado, fora dos gramados o Flamengo tem convivido com uma situação incômoda com a Rede Globo. Isso porque, após o presidente da república, Jair Bolsonaro, assinar uma Medida Provisória repassando ao mandante do jogo o direito de transmissão, a emissora resolveu notificar o clube, alegando que a MP não tem validade para o atual Campeonato Carioca.

O Departamento Jurídico do Flamengo recebeu a notificação da empresa nesta segunda-feira (22). No documento, a TV Globo diz que tem os direitos de transmissão dos jogos do Boavista. Sendo assim, o Rubro-Negro não poderá transmitir ou vender este confronto, como também nenhum outro em que o Mais Querido seja mandante, pelo fato das outras equipes do estadual terem contrato com a emissora. A informação foi divulgada primeiramente pelo jornal O Dia.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


O Flamengo, por outro lado, não enxerga a situação desta maneira. O clube rubro-negro acredita que a nova Medida Provisória já esteja em vigor e, como o Fla está sem contrato com nenhuma emissora, o próximo confronto, contra o Boavista, pelo Campeonato Carioca – ainda sem data marcada -, poderá ser transmitido ao vivo na FlaTV, canal do Mais Querido no Youtube, assim como outros duelos em que o time comandado por Jorge Jesus seja o dono da partida.

Na última quinta-feira (18), a Rede Globo optou por não transmitir Bangu x Flamengo, jogo marcado pela retomada do Campeonato Carioca. Nos bastidores, o Rubro-Negro entende que a atitude da emissora foi de caso pensado, já visando travar um embate, até mesmo judicial, com o Mais Querido.

Veja também