‘MP do Flamengo’: presidente do Bahia revela ação de deputado para ‘obrigar união’ de clubes e negociações conjuntas

FOTO: FELIPE OLIVEIRA/EC BAHIA

Na última semana, o presidente Jair Bolsonaro assinou uma Medida Provisória que autoriza os clubes mandantes a negociarem os direitos de transmissão das partidas. Porém, o decreto ainda precisa ser aprovado em plenário na Câmara e no Senado, e pode ser alterada por meio de emendas. Vale lembrar que o presidente da República tem o poder de vetar parcialmente ou integralmente o texto.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


Nesta terça-feira (23), o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, que já havia demonstrado apoio à MP, usou o Twitter para informar que o Deputado Pedro Paulo apresentou uma Emenda à Medida Provisória e antecipou que esta emenda obriga os clubes a formarem uma Liga para negociar os direitos de forma conjuta.

Confira a publicação na íntegra:

“Deputado @pedropaulo apresenta Emenda à Medida Provisória dos direitos de TV. Dentre outras coisas, obriga os clubes a formarem uma Liga para organizar a competição e negociar os direitos de forma conjunta.
Em relação à distribuição dos recursos, propõe um equilíbrio muito maior, havendo uma diferença de no máximo cinco vezes entre o clube que mais recebe e o que menos recebe. Ao longo dos anos, essa diferença cairia ainda mais, para até três vezes. É uma mudança enorme.A reforma do futebol brasileiro entrou de vez na agenda. Há muitas disputas, mágoas e feridas abertas. Para avançarmos, é muito importante que esses movimentos não representem guerras e vinganças. Maturidade e transparência serão fundamentais. Vamos ao debate, será positivo.”

Após a publicação, a MP foi dividiu opiniões, sobretudo pela falta de debate. O decreto ficou conhecido como ‘MP do Flamengo’, por ter sido assinado no dia seguinte de um encontro do presidente Rubro-Negro, Rodolfo Landim, e o presidente Jair Bolsonaro.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *