Jornal português afirma que presidente do Benfica, que tem interesse em Jorge Jesus, está sendo investigado em operação “Saco Azul”

FOTO: DIVULGAÇÃO/BENFICA

Tentando tirar Jorge Jesus do Flamengo para a próxima temporada europeia, o Benfica vive clima conturbado nos bastidores do clube. A Procuradoria-Geral da República de Portugal confirmou que existem três arguidos na operação “Saco Azul” Segundo o jornal A Bola, são Luís Filipe Vieira, a Benfica SAD e Benfica Estádio.

A Procuradoria-Geral também confirmou que está aberto um inquérito dirigido pelo Ministério Público do DIAP de Lisboa, onde estão investigando um possível crime fiscal cometido.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


O presidente do Benfica foi ouvido na última segunda-feira (13), mas as investigações continuam. Domingos Soares de Oliveira e Miguel Moreira, diretores do Benfica irão prestar depoimento sobre o assunto.

As investigações estão acontecendo por um processo de 2018. Na ocasião, 1,8 milhões de euros saíram das contas durante seis meses para serviços supostamente nunca prestados.

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários divulgou um comunicado nesta terça-feira (14) suspendendo as ações do clube por conta da operação “Saco Azul”.

Confira o comunicado

“O Conselho de Administração da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) deliberou, nos termos do artigo 214º e da alínea b) do n.º 2 do artigo 213º do Código dos Valores Mobiliários a suspensão da negociação das ações Sport Lisboa e Benfica – Futebol SAD e outros instrumentos relacionados, aguardando a divulgação de informação relevante ao mercado.”

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *