Em aniversário do Mundial, Neto relembra ‘mudança de patamar’ no basquete do Flamengo: “Inesquecível”

FOTO: REPRODUÇÃO

Por: Nathalia Coelho

O dia 28 de setembro não foi mais o mesmo desde o ano de 2014, quando o Flamengo se sagrou campeão Mundial de basquete diante do Maccabi Tel Aviv, de Israel. Completando seis anos nesta segunda-feira (28), o título corou a temporada perfeita da equipe comandada, até então, pelo treinador José Neto. Empurrado pela inflamada torcida na Arena da Barra, no Rio de Janeiro, o Orgulho da Nação contou com grandes atuações de Laprovittola e Meyinsse para superar a o time que havia sido campeão europeu. O resultado? 90 a 77.

Em entrevista exclusiva ao Coluna do Fla, Neto, que esteve à frente do Mais Querido por seis anos e levou o time ao título, relembrou a conquista e falou sobre o significado de ter sido campeão Mundial com o Flamengo. Segundo o técnico, foi um momento inesquecível, que ‘elevou’ o clube de patamar no basquete brasileiro. Além disso, o comandante fez questão de ressaltar que foi a realização de um sonho.

Especial demais! Essa é uma das conquistas que ficam eternizadas. Realização de um sonho que serve de alimento para outros sonhos que tenho. Construímos um grupo de trabalho (jogadores, comissão técnica, diretoria) com pessoas que estavam comprometidas com o propósito de transformar o basquete do Flamengo em referência -, disse, antes de prosseguir:

A Copa Intercontinental é a mais importante competição interclubes do mundo, e poder ter colaborado para que o Flamengo esteja neste rol de equipes campeãs, me deixa realizado, pois o Fla merece estar neste patamar. Representa também a realização de um trabalho de êxito, já que para jogar essa competição tivemos que ganhar o NBB e a Liga das Américas para, então, estarmos credenciados a jogar o Mundial. Foi um momento inesquecível -, concluiu.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


RELEMBRANDO O TÍTULO

Era manhã de domingo e, após ter perdido o duelo de sexta-feira (26) para o Maccabi por 69 a 66, o Fla precisava vencer a segunda partida com uma diferença de, no mínimo, quatro pontos. Com uma atuação coletiva perfeita e com grandes desempenhos individuais do argentino Nico Laprovittola e do americano Jerome Meyinsse, o time comandado pelo técnico José Neto derrotou o adversário no jogo decisivo por 90 a 77, ou seja, 13 pontos de ‘frente’.

Assim que o cronômetro zerou, a torcida do Flamengo invadiu a quadra para festejar junto com os jogadores, num ambiente de euforia generalizada. Com 24 pontos e seis rebotes, o armador argentino Laprovittola, que terminou a partida eliminado com cinco faltas, foi o grande nome da conquista rubro-negra – e eleito jogador mais valioso do torneio (MVP). Jerome Meyinsse, que anotou 22 pontos e cinco rebotes, e Marquinhos, com nove pontos, quatro rebotes e duas assistências, também se destacaram.

José Neto, inicialmente, escalou o seguinte quinteto: Marquinhos (9), Marcelinho (5), Meyinsse (22), Herrmann (8) e Laprovittola (24). Durante o jogo, entraram: Olivinha (9), Benite (8), Caracter (4), Gegê (0), Felício (1), Danielzinho (0). Desse modo, todo o elenco pôde saborear a conquista do título Mundial. Na temporada ‘perfeita’, a equipe também se tornou campeã do Carioca, do Novo Basquete Brasil (NBB) e Liga das Américas.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • -Libero todos os canais de televisão (DAZN, esportes, combate, discoverys, telecines, todos os jogos do Premiere, e muito mais), + 20.000 filmes, + todas as séries, por apenas R$ 39 mensais. Teste grátis.
    -Não necessita de antena!
    -Basta ter, pelo menos, 15 mega de internet.
    -Funciona em Smart Tv, notebook, tv box, celular, tablet, PC.
    -Me chama no WhatsApp 21 98878-8640