Médico do Flamengo destrincha questões científicas e revela trabalhos ainda no estádio para recuperação de atletas

FOTO: REPRODUÇÃO

O Flamengo entrou em campo na última quinta-feira (15), para encarar o Red Bull Bragantino em meio à uma sequência avassaladora de jogos (quatro partidas em nove dias). Após um descanso de somente 48 horas desde seu compromisso anterior, na vitória de 2 a 1 de virada sobre o Goiás, o Fla ficou apenas no empate em 1 a 1 com a equipe de Bragança Paulista e perdeu a oportunidade de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro já na 16ª rodada.

Através da FlaTV, o Dr. Márcio Tannure, chefe do departamento médico do clube, comentou um pouco sobre a maratona insana que a equipe tem vivido. Segundo ele, essas partidas quase que consecutivas, atrapalham na recuperação física dos atletas e podem ocasionar lesões. De acordo com o profissional, até mesmo a performance dos jogadores pode ser afetada em consequência desse calendário.

A gente jogou, por exemplo, 48 horas após um jogo, onde sabidamente e cientificamente, ocorre o maior da dor muscular tardia. O pior da fadiga é em 48h e não em 24h. Então, a gente colocou jogadores no pior da fadiga, 48h depois, para jogar. Consequentemente a gente tem feito o processo de recuperação no próprio estádio, após o jogo, nas viagens. Tudo que a gente tem à mão a gente tem feito. Mesmo sabendo que não é o ideal, porque o tempo é curto. É importante ressaltar que há falta de preparação física e a falta de tempo de treinamento -, disse, antes de prosseguir:

Se eu joguei na terça, por exemplo, segunda o treino tem que ter uma carga mais baixa, na quarta, eu faço um trabalho de recuperação do jogo de terça para, na quinta jogar, e na sexta fazer a recuperação. O público tem que entender: não tive dia nenhum para que pudesse treinar meus jogadores. Então, consequentemente, você vindo nessa maratona de jogos, você tem um desgaste maior, um tempo muito curto para recuperar e isso pode não só aumentar o nível de lesão, como piorar a performance dos atletas, porque eles entram com um nível de fadiga um pouco maior do que o habitual -, concluiu.

CONFIRA A EXPLICAÇÃO COMPLETA:


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Com o calendário cheio, o Flamengo volta a entrar em campo já neste domingo (18), quando a equipe enfrenta o Corinthians. O Duelo, válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, acontece na Neo Química Arena, em São Paulo, a partir das 16h (horário de Brasília). A partida terá transmissão da Rede Globo e do Premiere e, claro, o Coluna do Fla comanda a narração mais rubro-negra da internet no YouTube, com a voz de Rafa Penido.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sou viúva do Jorge Jesus com muito orgulho.
    Esse médico não entende nada de condicionamento físico e desgaste. Eu é que entendo. Meu JJ colocava todo mundo pra jogar sem descanso e sem revezamentos.
    Acredito que a terra seja plana e que a vacina seja uma farsa dos comunistas para dominarem o mundo.
    Fora estagiário!
    Fora doutorzinho puxa saco de estagiário!

  • Parabéns pela matéria, Coluna do Fla

  • Não! Está errado! Tem que colocar os caras pra jogar até estourar.