Flamengo desperdiça chances, fica no empate com o Bragantino e dá chance de ‘folga’ ao Internacional

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Flamengo e Bragantino entraram em campo na noite deste domingo (07), em jogo válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. A partida foi disputada no estádio Nabi Abi Chedid, às 20h30 (horário de Brasília), e o Mais Querido buscava uma vitória para se manter vivo na briga pelo título nacional.

Sem Diego Alves, que sofreu nova lesão, Rodrigo Caio, ainda em processo de recuperação, e Diego Ribas, suspenso, Rogério Ceni decidiu manter Willian Arão na zaga e manda a campo o seguinte time titular: Hugo, Mauricio Isla, Gustavo Henrique, Willian Arão e Filipe Luís; Gerson, João Gomes, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol.

ASSISTA AO GOL DO FLAMENGO NA PARTIDA:

O JOGO:

Já no primeiro minuto de jogo, falta perigosa para o Flamengo. Arrascaeta bateu, mas a cobrança parou nas mãos do goleiro adversário.

Com muita intensidade e jogando de pé em pé, o Flamengo conseguia ser superior ao Bragantino em jogo bem equilibrado. No entanto, apesar do domínio rubro-negro, a primeira grande chance de gol foi do Red Bull, com Arthur. O camisa 7 encontrou espaço na defesa do Mengo e mandou uma bomba para o gol, mas parou na defesa de Hugo. No lance seguinte, bola perigosa vinda de escanteio, que quase encobriu o goleiro do Mais Querido.

O início da primeira etapa foi marcado por dois times com muita intensidade e buscando o jogo, sem intimidações. Apesar da postura do Bragantino, o Flamengo não mudou o seu estilo de jogo e, sufocando o adversário, conseguiu começar a criar boas chances. Logo aos 17, após uma linda roubada de bola de Gerson, Bruno Henrique chutou na defesa. No rebote, Arrascaeta mandou pela lateral do goleiro Cleiton.

Ainda no esquema de marcação pressão, o Mais Querido continuou sufocando o Bragantino e voltou a levar perigo na meta adversária. Aos 25 minutos, Everton Ribeiro fez uma grande jogada e quase abriu o placar. No lance seguinte, não foi diferente. Gustavo Henrique, por muito pouco, não garantiu o primeiro gol do Rubro-Negro.

Com jogo lá e cá, o Flamengo teve um pênalti a seu favor. Dentro da área, Gustavo Henrique recebeu um puxão de camisa e, após conferência no VAR, a arbitragem sinalizou penalidade máxima. Levanta a plaquinha! GOOOL dele, sempre ele! Gabigol, em cobrança espetacular, deixou o Mengo na frente do placar.

Final da primeira etapa com 51% de bola para o Mais Querido, que deu 196 passes, sendo 79% de precisão. Nos 45 minutos iniciais, foram 10 chutes do Mengo, com três rumo ao gol e quatro escanteios. Destaques para Gerson, que fez excelente partida, e João Gomes, que com muita personalidade, não deixou a desejar no meio campo. Do lado adversário, o melhor em campo foi o goleiro Cleiton, que protagonizou boas defesas.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Para o segundo tempo, ambos os times voltaram sem alterações, e o Flamengo manteve a intensidade apresentada na etapa inicial. Com ou sem a bola, o Rubro-Negro pressionava o adversário na tentativa de conseguir boas jogadas e ampliar a vantagem no marcador.

Apesar do domínio rubro-negro, o Bragantino conseguiu empatar a partida aos 17 da segunda etapa. Após falha de Isla, o time adversário não perdoou e deixou tudo igual no marcador. Flamengo 1×1 Bragantino.
Lá e cá, o segundo tempo ficou ligado no 220v, com os dois times buscando o gol, mas o  Flamengo precisava da vitória para manter vivo o sonho do octacampeonato.
Na tentativa de marcar o segundo, o Flamengo conseguia criar boas oportunidades, mas nenhuma delas era convertida em gol. Enquanto isso, o Red Bull Bragantino também ameaçava a meta de Hugo, e dava sustos na Maior Torcida do Mundo.
Aos 41, Rogério Ceni fez as primeiras substituições da partida: saíram João Gomes e Gerson para as entradas de Pepê e Pedro, respectivamente. Aos 45, mais duas alterações: entraram Matheuzinho e Vitinho nos lugares de Isla e Bruno Henrique. Todavia, as mudanças de Ceni não surtiram efeito e o Mais Querido deixou a desejar no estádio Nabi Abi Chedid. Fim de papo. Flamengo 1×1 Bragantino.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Se não merece ser campeão, fico imaginando como é que o Flamengo conseguiu chegar na posição atual…

  • Não merece ser campeão