Após 17 jogos, Flamengo perde invencibilidade para o Vasco

Nesta quinta-feira (15), Flamengo e Vasco entraram em campo pela nona rodada do Cariocão. O jogo foi disputado no Maracanã, às 19h (horário de Brasília). Sem Rodrigo Caio e Arrascaeta, o Rubro-Negro buscava mais uma vitória na competição para retomar a liderança do torneio.

O JOGO:

O clássico dos milhões se iniciou com o Flamengo tendo a primeira chance de gol logo aos 3 minutos. Isla cruzou na medida para Bruno Henrique cabecear, mas a bola foi para fora. Na resposta, gol do Vasco. Após cobrança de escanteio, Léo Matos subiu e cabeceou sozinho para estufar as redes de Diego Alves.

Flamengo fez um primeiro tempo PÉSSIMO. Para suprir a ausência de Arrascaeta, Ceni montou um esquema completamente diferente, mudou diversas peças de lugar, e o time não se adaptou. Com as mudanças, o Mais Querido parecia um bando em campo, totalmente sem saber o que fazer.

Aos 28 minutos, erro no sistema defensivo do Flamengo e mais um gol do Vasco, que ampliou o placar. Na tentativa de diminuir a vantagem cruzmaltina, o Rubro-Negro buscava o seu primeiro gol, mas desorganizado, errava absolutamente tudo o que tentava.

Aos 35 minutos, princípio de confusão. Leo Matos deu uma cotovelada em Gerson, e os ânimos esquentaram no duelo.

A etapa inicial se encerrou com 69% de posse de bola do Flamengo, com 286 passes, 7 finalizações, 3 desarmes, 3 cruzamentos e 2 dribles. No entanto, apesar de amplo domínio das estatísticas, o Flamengo protagonizou um terrível primeiro tempo. Atuação pavorosa do Rubro-Negro.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Para o segundo tempo, Ceni já voltou com duas alterações: saíram João Gomes e Isla para as entradas de Vitinho e Matheuzinho. Dessa forma, o Flamengo retornava com os jogadores para suas posições de origem e tentava, na etapa final, buscar o resultado, virar a partida e sair com a vitória.

Com os jogadores de volta às suas posições, o Flamengo já voltou melhor para a segunda etapa, e teve boa chance no primeiro minuto. Everton Ribeiro deu passe para Gerson finalizar, mas o goleiro espalmou. Aos 5, grande oportunidade com Vitinho. O atacante mandou uma bomba rumo à meta do adversário, mas a bola explodiu na trave.

Melhor em campo após as alterações, o Mais Querido teve três boas chances seguidas de diminuir a vantagem do Vasco, com Gerson, Vitinho e Everton Ribeiro.

Aos 15, grande oportunidade de Bruno Henrique. Filipe Luís cruzou na medida para o camisa 27, que cabeceou forte, mas parou na defesa de Lucão. O Vasco caiu de rendimento no segundo tempo, e nem assim o Flamengo conseguia usar isso a seu favor.

Aos 28, Gerson fez uma linda jogada e, por pouco, não marcou um golaço. Na sequência, Ceni mexeu de novo, e tirou Everton Ribeiro, péssimo em campo, para a entrada de Rodrigo Muniz. Pouco depois, outro gol do Vasco. Após rápido contra-ataque, Morato cortou a marcação de Filipe Luis e finalizou no canto. Vasco 3×0.

Atuação do Flamengo para esquecer. O clássico, que servia como preparação para a Libertadores, deixou a torcida do Flamengo extremamente preocupada para a estreia contra o Vélez, da Argentina.

Melhor em campo no confronto, Vitinho saiu do banco de reservas para movimentar a partida e conseguiu o gol de consolo do Mais Querido no último minuto. Sem mais no Maracanã, Vasco 3×1 Flamengo.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Inter não deu certo com Abel, trouxe Ramirez.
    Fla “””deu certo””” por 1 ponto com Rogério, mas é inconsistente. Vai esperar perder ser eliminado da Liberta, né?

    Já conheço esse filme
    SRN

  • Será que a diretoria vai acordar, ainda dá tempo em mandar embora Rogério Ceni.
    Tirar essa praga de bap e seu amiguinhos (não percebe que o cara está prejudicando)