CEO da MOSS revela negociações por expansão de patrocínio com o Flamengo

FOTO: REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Na última quinta-feira (15), o Flamengo foi derrotado pelo Vasco da Gama, por 3 a 1, em partida válida pela nona rodada do Campeonato Brasileiro. Além disso, momento antes do clássico, a torcida rubro-negra foi surpreendida com a ausência de De Arrascaeta. Em meio a um possível imbróglio financeiro para o clube renovar com o uruguaio, o CEO da Moss Earth, nova patrocinadora do clube, revelou que a empresa está em negociação com o Mais Querido para expandir a parceria.

Através das redes sociais, Luis Felipe Adaime fez uma publicação avisando a Nação Rubro-Negra que a Moss não poupará esforços para que o Flamengo não tenha que perder nenhum jogador por falta de dinheiro: “Nação! Cabeça para cima! Se for pela Moss Earth, não vai ser por falta de grana que ninguem vai sair do Flamengo. Estamos em tratativas pra expandir o patrocinio em alguns milhões. Porque essa relação é de longo prazo e parceiro bom é assim: é ponta firme nas horas desafiadoras”, dizia a postagem. 


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


CONFIRA A PUBLICAÇÃO:

Cabe ressaltar que, conforme apurado pelo Coluna do Fla, a parceria com o Flamengo rendeu frutos imediatos à Moss. Em contato exclusivo com a reportagem, Luis Adaime afirmou que o objetivo da empresa é, de fato, difundir o patrocínio com o Mais Querido: “Quero expandir, mas não há nada oficial”, disse.

Fundada em 2020, a Moss é um fintech que vende créditos de carbono em plataformas on-line e, toda quantia negociada, é revertida para projetos de preservação da Amazônia. Cabe destacar que a empresa desenvolveu uma plataforma que converte os créditos de carbono em tokens (MCO2), que são distribuídos através de criptomoedas. Desse modo, cada token de MCO2 representa uma tonelada de crédito de carbono. Ou seja, quem compra, pode revender ou usar em ações para preservar a floresta amazônica.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • E o senhor Walin falando merda sobre o patrocinador. Pura falta de sensibilidade de que pretende vir a dirigir o clube, numa fase de pandemia, com patrocínios travados. Fala sério. Moss, estamos felizes tbm com vocês pela nossa parceria. Obrigado pela moral! SRN8!!!!