Diretor do Fla é absolvido pelo TJD após denúncia por ofensa em jogo do Carioca: “Foi feita justiça em cima da verdade”

FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Por: Letícia Marques

Na última sexta-feira (31), o diretor de relações externas do Flamengo, Cacau Cotta, foi denunciado pela procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva (RJ) por ofensas na partida contra o Volta Redonda, pela última rodada da Taça Guanabara. O julgamento ocorreu na tarde desta segunda (24) e o dirigente rubro-negro foi absolvido.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


A denúncia, por sua vez, foi feita diretamente por Leonardo Ribeiro, procurador do TJD-RJ. Julgado pela 5ª Comissão Disciplinar do TJD-RJ, Cacau Cotta se livrou do enquadramento no artigo 243-F do CBJD, além de não ter prejuízo financeiro, está liberado para marcar presença nos jogos do Flamengo. Em contato com o Coluna do Fla, o diretor rubro-negro comentou a decisão e celebrou o resultado do julgamento.

A minha defesa foi feita em cima disso, o meu crachá tem livre acesso no Maracanã. Eu passei pelo portão normalmente. Foi feito justiça em cima da verdade. Eu fui cobrar o juiz porque o jogo estava fugindo da mão dele, ele não estava dando cartão. Eu não xinguei ninguém e não agredi ninguém. E, além disso, eu estava em uma área que eu poderia estar, então, como eu vou ser punido? —, desabafou o diretor de relações externas do Flamengo.

Em meio a isso, o Flamengo se prepara para encarar o Vélez Sársfield, na quinta-feira (27), às 21h (horário de Brasília), no Maracanã, pela sexta rodada da fase de grupos da Libertadores. O Rubro-Negro entra em campo já classificado às oitavas de final, no entanto, o duelo vale a liderança do Grupo G da competição.

Veja também