Grupo político revela candidatura própria, e Flamengo pode ter até quatro postulantes à presidência na eleição

FOTO: DIVULGAÇÃO/FLAMENGO

Com eleições marcadas para os primeiros dez dias de dezembro, como diz o estatuto, o Flamengo vem tendo cada vez mais postulantes ao cargo de presidente. Depois de Landim, atual mandatário, Walter Monteiro e Marco Aurélio Asseff, foi a vez do grupo político “Flamengo Sem Fronteiras” revelar que vão participar do processo eleitoral. Em comunicado publicado nas redes sociais, informaram que vão lançar candidatura própria para o pleito.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Segundo o texto, o que está em jogo não é apenas o cargo de presidente, mas também os nomes eleitos para o Conselho Deliberativo. A chapa segunda colocada na eleição tem quarenta nomes incorporados, sendo os trinta primeiros como efetivos e os dez subsequentes como suplentes. Porém, há a obrigação de atingir um mínimo de 20% dos votos válidos, excluindo os brancos e nulos. O total é de 120 eleitos. Na mesma condição, também coloca mais dezoito sócios no Conselho de Administração.

A reportagem do Coluna do Fla entrou em contato com o “Flamengo Sem Fronteiras”. Ainda sem revelar nomes, pretendem divulgar os  candidatos a presidente e vice na próxima semana. Adiantaram que os sócios são residentes do Rio de Janeiro. Mesmo tendo como bandeira principal a valorização do sócio da categoria off-rio, são formados por membros de diversas regiões do Brasil e do mundo. O grupo também é autor da emenda para o voto à distância.

CONFIRA O COMUNICADO NA ÍNTEGRA:

“Em 2021 teremos eleições gerais no Flamengo. Não estará em jogo apenas a Presidência do clube, como também 40 cadeiras do Conselho Deliberativo para a chapa segundo colocada. Portanto, haverá dois vencedores e não podemos permitir que um deles defenda a exclusão de parte da torcida, que não respeite a democracia e a pluralidade rubro-negra.

Nesta eleição, o grupo Flamengo Sem Fronteiras lançará candidatura, com pessoas competentes integrando sua chapa, mostrando ser possível oxigenar a governança do Clube com novos talentos e trazendo ao ambiente eleitoral a defesa à igualdade entre todos os torcedores, seja do Rio, Sudeste, Nordeste, Centro-Oeste, Norte, Sul ou de fora do Brasil. Independente de onde seja, ou de onde esteja, independente de raça, gênero, religião, idade ou ideologia politica, todos os rubro-negros possuem igual importância. Na nossa chapa iremos valorizar a capacidade de contribuição idônea e competente para ajudar a administrar os destinos do maior clube do mundo!

Contamos com o seu apoio para formar um Flamengo mais forte e unido. O Flamengo não é deles, o Flamengo não é da gente, o Flamengo é de TODOS!”

CONFIRA A PUBLICAÇÃO:

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *