Jornalista aponta ‘dedo podre’ em ideias de Ceni após terceiro empate do Fla na Libertadores

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

O empate em 0 a 0 do Flamengo contra o Vélez frustrou a torcida rubro-negra. Com desfalques importantes, o Mais Querido não apresentou o volume de outros confrontos, mas terminou com o objetivo final concluído (o primeiro lugar do Grupo G). Apesar disso, os jornalistas Renato Mauricio Prado e Alice Klein detonaram a atuação do Rubro-Negro e, principalmente, o técnico Rogério Ceni.

Em conversa no programa ‘Fim de Papo’, do UOL Esporte, os comentaristas concordaram em um aspecto predominante: a falta de ideias de Ceni. Para Renato e Alice, o treinador rubro-negro não possui um padrão de jogo estabelecido e, quando tenta algo diferente, erra. Além disso, apontaram outro comandante que atua no futebol brasileiro como exemplo a ser seguido pelo técnico do Flamengo.

O que a gente sente é que o Flamengo não tem dedo do técnico. Quando tem, é o dedo podre. Na defesa, por exemplo, que demora até os 35 do segundo tempo para fazer uma modificação. Apesar do time que tem, do elenco poderoso, esse Flamengo está difícil de acreditar que o Rogerio vai continuar ganhando título com ele – disse, antes de passar a palavra para Alice:

Não consigo entender bem qual é o estilo dele. Está claro que o time tem problema no setor defensivo. O Rogério poderia aprender algumas coisas sobre defesa com o Hernán Crespo – completou.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Apesar das críticas, Ceni segue firme no comando do Mais Querido e, com três títulos no bolso, vai em busca de novas glórias. Dessa forma, o Flamengo estreia no Brasileirão contra o Palmeiras neste domingo (30), no Maracanã. A partida acontecerá às 16h (horário de Brasília) e contará com transmissão do Coluna do Fla traz a transmissão mais rubro-negra da internet, no YouTube.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • J J foi uma ca… sorte essa diretoria contratou Abel braga Dome e Ceni, juntando os 3 não dá o João de Deus auxiliar do Jesus, NÃO ENTENDEM NADA DE FUTEBOL

  • Claro que não tem como comparar o trabalho dos dois. Primeiro que o Ceni não é técnico, pelo menos de clube grande não. Depois, o Crespo tá no começo de um trabalho, que apesar do elenco limitado que tem, já rendeu frutos, desbancou as pepas. Essa diretoria se agarrou em dois títulos que ganhamos de presente e um terceiro sobre o “grande” Fluminense. Quero ver quando começar os jogos de verdade e os mata-mata. Quando os milhões deixarem de entrar nos cofres do Fla e desmontar ainda mais o elenco prá fazer caixa.

  • Basta o São Paulo levar duas surras seguidas para que o hoje endeusado Crespo passe a levar ovadas e pedradas da torcida e da “enprença” bairrista e tacanha. Alguém tem dúvida? rs
    Que “exemplo” a ser seguido?rsrs. O Flamengo não tomou gol, e reclamam porque não fez gol. O Flamengo faz 5 gols, e reclamam porque tomou 1. É óbvio que existem fragilidades, erros de posicionamento, falta de concentração, precisamos de um zagueiro que ainda não temos, mas se diminuírem essa pressão idiota sobre os zagueiros que estão no clube, quem sabe eles se sintam mais tranquilos e rendam mais? É óbvio que Rodrigo Caio faz muita falta, mas vive se machucando e joga 1 jogo e pára 10. O “Bracinho de T-Rex” tb não tem um reserva que inspire total confiança, os jovens goleiros oscilam demais. É um processo em curso, Rodrigo Caio e Diego Alves precisam jogar mais jogos, e preparar um desses zagueiros pra jogar, já prevendo a ida de Arão pra posição de origem, com a saída do Gérson. Não tem muito o que fazer, além de treinar, treinar e treinar, coisa rara de acontecer com esse calendário insano e com essa pandemia do cacete. O sacrifício é grande, e tudo só piora quando aparecem essas figuras, viúvas do Mister e agora amasiadas com Crespo, pra encher o saco. Não adianta. O MISTER NÃO VEM NUNCA MAIS, E NEM A MARIA FALADEIRA GAÚCHA. Deixem o nosso treinador trabalhar. Pra quem não sabe já ganhou três taças, uma delas sobre o “queridinho da CBF” e de muitos “comentaristas” que tem por aí. Fomos primeiros do grupo, com esse empate. Quantas taças mais ele precisará ganhar, pra deixarem ele em paz e pararem de encher o saco? Estão insatisfeitoszinhos? Querem reclamar? Vão torcer pro Vasco ou Botafogo, na Série B.

  • Ok, concordo com críticas ao Ceni mas aí o Renato Maurício Prado me solta que o Ceni demorou pra mexer na defesa. Sério que no único jogo que o time não levou gol ele esperava que o técnico mudasse o time no meio do jogo?? Só trocou o Gustavo porque sentiu lesão, não fosse por isso não deveria trocar mesmo. Por isso não gosto de alguns comentaristas, mesmo quando acertam. Aí o cara quer inventar e diz essas besteiras.

  • ”Além disso, apontaram outro comandante que atua no futebol brasileiro como exemplo a ser seguido pelo técnico do Flamengo.” qual e o exemplo a ser seguido:

  • Tá mais q claro que ele não tem um sistema tático, além da teimosia q tbm é clara. Impossível a diretoria não vê q esse cara é fraco e só estamos ganhando pq temos um time muito bom. Fica vendo os caras no meio de campo segurar a bola até perder e não fala nada, fica com as nãos no bolso. Queremos um técnico q vibre com o time e de instruções na beira do campo. Precisamos de um meio campo q marque mais e contratar um zagueiro rápido. #ForaCeni

  • TB não gosto do Rogério, mas quem é esse crespo? Conheço o atacante argentino lá do início dos anos 2000. Agora técnico? Se o Joel Santana ganhasse um paulista jogando igual ao crespo ia ser chamado de retranqueiro. Sai fora!!!!

  • Cocordo plenamente com os comentaristas e digo mai,s Rogerio Ceni não tem capacidade de dirigir um grande clube. Ele é limitadíssimo e se acha no nível do Guardiola, só que não né.
    Ser técnico de futebol não é para todos, ou seja, o cara pode ter sido um bom jogador, mas isto não quer dizer que será um bom técnico. Tinha um amigo que dormia na garagem e nunca virou carro.