Rogério Ceni supera 60% de aproveitamento em seis meses de Flamengo

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Por: Guilherme Calvano

No dia 10 novembro de 2020, Rogério Ceni chegava ao Flamengo com a enorme responsabilidade de recolocar o time nos trilhos e fazer com que o Rubro-Negro voltasse ao caminho das vitórias. De lá para cá, vitórias avassaladoras, derrotas marcantes, eliminações, títulos, desconfiança, elogios, e um aproveitamento de 63,7% no comando do Mais Querido.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


NÚMEROS DE CENI PELO FLAMENGO
Jogos: 34
Vitórias: 19
Empates: 8
Derrotas: 7
Aproveitamento: 63,7%
Títulos: Brasileiro, Supercopa do Brasil e Taça Guanabara

Até chegar ao octacampeonato brasileiro, o Flamengo de Ceni suou. Eliminado da Copa do Brasil para o São Paulo (quartas de final) e da Libertadores para o Racing (oitavas de final) em um espaço de 13 dias, o treinador logo começou a ter de lidar com a pressão da torcida. O título do Brasileirão significou a redenção do comandante e talvez sua manutenção no cargo.

O começo da atual temporada tem colaborado para a torcida ter dado uma ‘trégua’ e um ‘voto de confiança’ em Ceni. Além do título da Supercopa do Brasil sobre o Palmeiras, o Mais Querido chegou a uma sequência de seis vitórias consecutivas, algo que não ocorria desde a ‘Era Jorge Jesus’ (em março de 2020). O empate em 2 a 2 com o La Calera na última terça-feira (11), acabou dando fim a série positiva.

CONFIRA A SEQUÊNCIA POSITIVA DE CENI NO FLAMENGO
Vélez 2 x 3 Flamengo
Flamengo 2 x 1 Volta Redonda
Flamengo 4 x 1 Unión La Calera
Volta Redonda 0 x 3 Flamengo
LDU 2 x 3 Flamengo
Flamengo 4 x 1 Volta Redonda

Por certo, a excelente sequência rendeu bons frutos ao Mengo, que encaminhou sua classificação rumo às oitavas de final da Libertadores e garantiu vaga na decisão do Campeonato Carioca. No período, um nome em especial se destacou: Gabigol. O camisa 9 vem contribuindo e muito com bolas na rede e já se isolou como o maior artilheiro da ‘Era Rogério Ceni’.

ARTILHEIROS DA ERA ROGÉRIO CENI
Gabigol – 23 gols
Arrascaeta – 10 gols
Pedro – 9 gols
Bruno Henrique – 8 gols
Vitinho – 4 gols
Willian Arão – 4 gols
Everton Ribeiro, Isla, Gerson e Michael – 2 gols
Filipe Luís, Pepê, Gustavo Henrique e Diego – 1 gol


Depois do empate no Chile, o Flamengo, de Ceni, volta a focar as atenções no Carioca. Neste sábado (15), o Mais Querido encara o Fluminense, no Maracanã, pelo jogo de ida da decisão do Estadual. O clássico será exibido pela Record em TV aberta, mas o Coluna do Fla, como de costume, traz a transmissão mais pé quente e rubro-negra da internet.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *