Após acusar Flamengo de envolvimento com rede criminosa, jornalista pede desculpas: “Fui infeliz no que falei”

FOTO: REPRODUÇÃO

Na manhã deste domingo (12), um jornalista de São Paulo fez uma grave acusação contra o Flamengo. Ao comentar sobre o tratamento da Anvisa com Andreas Pereira e Willian, jogador do Corinthians, Chico Lang sugeriu que o Mais Querido estaria envolvido com o Comando Vermelho, uma das maiores facções criminosas do Rio de Janeiro. Porém, logo mais à noite, o profissional divulgou um vídeo pedindo desculpas pelas declarações.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Eu não sou contra a Nação Rubro-Negra. Pelo contrário, eu admiro o Flamengo, e se eu fosse carioca, talvez eu torcesse para o Flamengo. Eu reconheço que houve um discurso em que passei um pouco da medida. Não tenho relação nenhuma com nenhum dirigente do Flamengo, foi mais no impulso. 

Não queria me dirigir à Nação Rubro-Negra, e sim à Anvisa, por ter punido o Willian e não ter punido o Andreas. E acabou sobrando uma inverdade. Eu quero pedir desculpas para a diretoria do Flamengo, quero também me retratar diante da Nação Rubro-Negra. Me responsabilizo, fui infeliz no que falei. Espero que vocês compreendam.

ASSISTA AOS GOLS DA VITÓRIA DO FLAMENGO:

O sucesso do Mais Querido parece incomodar rivais, lembrando que nas últimas semanas o Rubro-Negro também teve um problema parecido. Na ocasião, o apresentador equatoriano Vito Muñoz, afirmou que o Clube da Gávea estava lidando com dinheiro de corrupção do presidente Rodolfo Landim. Porém, o Fla teve o direito de resposta e o departamento jurídico escreveu uma carta que foi lida pelo autor das acusações, além de ser obrigado a pedir desculpas à instituição e aos torcedores.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O nome disso é leviandade. Nada que um processo não resolva.

  • Se retratou, beleza.
    Mas, ainda assim, merece um processo nas costas para pensar melhor antes de fazer essas graves acusações.

  • A fala desse jornalista é só consequência do clubismo exacerbado deste que deveria ser mais isento, pois é profissional, e consequência que a instituição, agora, tem credibilidade, tem fortes parceiros e investidores, e uma competente diretoria. O modo “banana” ficou pra trás. Escreveu, não leu… pau comeu!!! SRN

  • Acusar uma instituição, no caso o Flamengo, de envolvimento com uma organização criminosa, é coisa séria. O senhor Lang pedir desculpas depois que o clube manifestou a intenção de aciona-lo juridicamente, não vai adiantar muita coisa, mesmo porque o presidente rubro-negro foi expressamente acusado. De uma coisa tenho certeza: o senhor Lang comprou uma grande e desnecessária dor de cabeça.

  • RECONHECER O SEU ERRO É UM GESTO NOBRE. ACEITO SUAS DESCULPAS MAS PROCURE CONTROLAR-SE DA PRÓXIMA VEZ.

  • Reconheceu o erro, se retratou, pediu desculpas, ponto. Vida que segue gente. Acabou.
    Não há a menor justificativa pra ficar perseguindo, ofendendo e ameaçando o cara por uma opinião equivocada, lembrem-se que um dia isso pode acontecer com vocês, afinal todo mundo erra.
    Se o Flamengo sentir que deve buscar seus direitos na justiça, assim o fará, não há a menor necessidade de ofensas gratuitas e crucificação por parte de torcedor emocionado.

  • Flamengo em respeito a nação , não deixe barato , mete um processo nesse fdp,e ainda leva sério risco de tomar uns cascudo pra deixar de ser babaca

  • O jornalismo caiu muito de nível. Nunca houve tantos “infelizes” e destruidores de caráter em seu meio. Este senhor tem de ser processado para aprender que não se pode atacar e destruir a HONRA de uma instituição ou pessoas sem provas e depois vir a público dizer que “falou no impulso”; que passou um “pouquinho” do limite.

  • Pedir desculpas, é o mínimo, porém deveria ser punido por seu conselho. Flamengo está incomodando muito, mas seriedade no jornalismo é bom. Mengão malvadão

  • Esse boçal faz parte do grupo majoritário do jornalismo brasileiro: acusa todo mundo sem provas do que está dizendo, inventa notícias falsas para defender seu bolso e fica por isso mesmo. Se o jornalismo fosse algo sério no Brasil, ele seria suspenso pelo seu conselho profissional por no mínimo 3 mesas por infração ética cometida no exercício de sua profissão, sem prejuízo das ações penais e cíveis que o CR Flamengo deveria impetrar contra ele, mas, como dizia o saudoso Jucas Chaves:”a imprensa no Brasil é tão séria que se você pagar ela publica até a verdade.”

  • Autentico torcedor despeitado pelo sucesso do outro, irresponsavelmente mente tenta denegrir a imagem dos outros. Índole de mau caráter!