Ex-Fla, Berrío é novidade no América-MG para enfrentar o Rubro-Negro

Foto: Divulgação/América

Depois de vencer o Barcelona de Guayaquil e abrir boa vantagem na semifinal da Libertadores, o Flamengo agora volta suas forças para o Campeonato Brasileiro. O Mengo vai enfrentar o América-MG no domingo (26), em Belo Horizonte, pela 22ª rodada do Brasileirão. Para o confronto contra o time carioca, o Coelho terá o retorno do atacante Berrío, ex-Fla.

Em entrevista coletiva, o técnico do time mineiro, Vagner Mancini, revelou que o atacante deve estar presente, ao menos no banco de reservas do América-MG. Berrío se recupera de desconforto muscular.

– A expectativa é que ele esteja em campo já no domingo (26), já esteja à disposição. O atleta sentiu um leve desconforto, ficou de fora dessa viagem. A gente utilizou esse período exatamente para fortalecê-lo mais, diante de algumas valências físicas que, no caso, ele precisa por ter ficado um tempo parado. Mas é um atleta que, certamente, domingo, estará à disposição-, disse Vagner Mancini.

 


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


 

Berrío chegou ao Flamengo em 2017 após passagem destacada pelo Atlético Nacional, da Colômbia. Pelo Rubro-Negro, o atacante foi tricampeão Carioca (2017, 2019 e 2020), Campeão Brasileiro (2019) e da Libertadores (2019). Sem conseguir repetir no Brasil o que fez em seu país, se transferiu para o Khor Fakkan, dos Emirados Arábes, em 2020. Depois de rescindir com o clube, o jogador foi anunciado pelo América-MG em julho e chegou como uma das principais apostas do time na Série A. Contudo, o atacante só entrou em campo duas vezes.

Flamengo e América se enfrentam às 11h (horário de Brasília), no Independência. A partida é válida pela 22ª rodada do Brasileirão e é uma boa oportunidade para o Mengo voltar a vencer na competição e somar pontos importantes em busca do tricampeonato consecutivo. O time carioca é o terceiro colocado, com 34 pontos, enquanto o Coelho está na 16ª posição, com 23.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Cara se eu fosse jogador de futebol, JAMAIS iria para o mundo árabe! As histórias são sempre as mesmas: propostas milionárias, estruturas de primeiro mundo e alguns meses depois, rescisão unilateral de contrato, porque os clubes em geral não cumprem os acordos feitos…