Tudo em aberto! Flamengo empata no último lance e decide vaga contra o Athletico no Maracanã

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Por: Paula Mattos

Flamengo e Athletico entraram em campo na noite desta quarta-feira (20), às 21h30 (horário de Brasília), na Arena da Baixada, pelo primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil. Com três desfalques importantes, o Mengo foi a campo com a força máxima disponível, mas deixou a desejar. Em partida de péssima atuação, o Fla empatou no último lance, em cobrança de pênalti de Pedro. 2 a 2 e decisão vai pro Maracanã.

O JOGO:

O Athletico começou a partida marcando alto e pressionando o Flamengo, que por sua vez tentava sair jogando. O primeiro bom lance foi os 11 minutos, com Michael. O atacante driblou três  e deixou a defesa adversária na saudade, mas teve o cruzamento bloqueado.

Aos 14 minutos, após cobrança de falta de Andreas, Léo Pereira cabeceou para trás e Gabigol chutou em direção ao gol. A bola desviou em Arão e parou na frente de Thiago Maia, que só precisou mandar para o fundo das redes. Mengo 1 a 0. Após o primeiro tento, o Flamengo ensaiou uma reação e dominou boa parte do jogo, mas a pressão não durou muito.

Na reta final do primeiro tempo, o Flamengo se perdeu em campo, errava muitos passes e não conseguia segurar a bola. O Athletico se aproveitou do ‘apagão’ rubro-negro para tentar empatar o duelo, mas os 45 minutos iniciais terminaram com vitória parcial do Mengo, apesar de uma atuação muito abaixo do esperado.


Camisas do Flamengo, acessórios e muito mais: compre e ganhe brindes na melhor loja online do Mengão!


O Flamengo voltou do intervalo sem alterações, e logo nos primeiros dois minutos sofreu o gol. Após cobrança de escanteio, Léo Pereira falhou na marcação e Pedro Henrique cabeceou para o fundo da rede. Não deu para Diego Alves. Mengo 1 a 1 Athletico.

O Flamengo tentou responder com rapidez e teve chance aos cinco minutos, mas Thiago Maia isolou. Logo depois, o camisa 8 tocou de letra para Michael, que tentou finalizar, mas parou na defesa do Athletico. Em jogo de ruim atuação coletiva, o Fla parecia jogar com batata quente, sem conseguir segurar a bola para ter tranquilidade e buscar a vitória.

Mesmo com o time atuando muito abaixo do que pode, a primeira substituição foi apenas aos 22 minutos. Gabigol saiu com dores no tornozelo e Pedro foi para o jogo. Os donos da casa não diminuíram a pressão, conseguiram ter maior domínio das ações e alcançaram a virada aos 26. Mais um gol de cabeça. Mais um em cima do Léo Pereira. Flamengo 1 x 2 Athletico.

Após o gol, Renato resolveu mexer. Tirou Michael, o melhor em campo, para a entrada de Vitinho, e Thiago Maia deu lugar a Diego Ribas. Aos 35, mais uma alteração: Kenedy entrou no lugar de Andreas. As substituições não surtiram efeito e o Flamengo viu o Athletico vencer ate os 52, quando Rodrigo Caio sofreu pênalti. Pedro converteu e empatou. 2 a 2 e tudo em aberto na decisão.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Comemorar o que? Time foi feio e deu sorte!
    Léo Pereira tem cola no pé!!
    Diego Alves não sai do gol!
    Renato Gaúcho pensa ser militar, com o pensamento de antiguidade é posto, e mantém em jogos Léo Pereira, Renê, Isla e Thiago Maia que não joga bem há vários jogos.
    Alguém lembra do João Gomes algum jogo no flamengo? E qtos do Ramon? E os zagueiros promissores? Virou militarismo

  • Não entendo pq continua colocando esse Léo Pereira para jogar , todo gol de cabeça q o Flamengo leva é falha dele, o cara ñ ganha uma é mto lerdo, ñ sabe nem usar o tamanho dele e corpo para atrapalhar o adversário.

  • A todos os torcedores que até hoje pedem pro Renato deixar o Andreas de meia: estão satisfeitos? O cara não é meia e ponto. Gostaria que o Renato já tivesse notado isso e deixasse de teimosia. Além disso Arão e Thiago Maia juntos não dá. Mas a volta vai ser melhor, impossível ficar dois jogos seguidos sem ganhar do time do Valentim.

  • Valeu pelo resultado, mas o time jogou mal hoje. Se não fosse o atabalhoamento do zagueiro do Athlético paranaense ao enfiar o braço na cara do Rodrigo Caio no lance do pênalti, o Mengão teria saído derrotado hoje. Uma partida ruim da equipe. Renato mexeu mal de novo. Tirou o Michael, que era o atacante mais lúcido da equipe, e manteve o Evérton Ribeiro, que não acertou uma jogada sequer.