Com show da torcida, Flamengo bate o Ceará e faz dever de casa no Brasileirão

Com mais de 40 mil torcedores no maracanã, o Mais Querido venceu o primeiro jogo pós-derrota na Libertadores


Por: Nathalia Coelho

O Flamengo entrou em campo na noite desta terça-feira (30), quando venceu o Ceará, por 2 a 1, em jogo válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o Maracanã lotado, a torcida presente na partida se dividiu entre apoio e protesto contra dirigentes e jogadores. Apesar do clima turbulento depois da derrota na Libertadores, o Mais Querido fez o dever de casa e conquistou os três pontos na competição.

O JOGO

O Flamengo começou a partida rodando bastante a bola e, logo aos dois minutos, Gabigol abriu o placar no Maracanã. Diego desarmou Fabinho e o camisa 9 bateu sem chances para o goleiro do Ceará defender. Aos 12′, após cobrança de escanteio de Andreas Pereira, o arqueiro João Ricardo deu um tapa, e Gabriel pegou de primeira, fazendo a bola passar com perigo.

A primeira boa chegada do Ceará foi aos 17 minutos da etapa inicial. Depois de Thiago Maia perder a bola, Kelvyn acelerou e adiantou para o Mendoza, que invadiu a área e bateu na rede pelo lado de fora. Aos 21′, Bruno Henrique marcou um golaço com a cara do Fla, ou seja, com grande ação coletiva. Após um belo passe de Andreas, o camisa 27 estufou as redes, mas a arbitragem sinalizou o impedimento, anulando o tento com a confirmação do VAR.


As melhores ofertas para produtos do Flamengo: aproveite desconto e brindes!


Aos 26 minutos, Diego Alves sentiu dores na coxa direita e acabou substituído por Hugo Souza, que entrou em campo muito aplaudido pela torcida. Aos 41′, Gabigol quase fez o segundo dele (e do Flamengo). Matheuzinho recebeu pela direita e cruzou com perfeição. O camisa 9 subiu bonito, mas a bola explodiu no travessão.

Já com o primeiro tempo caminhando para o fim, aos 44 minutos, Diego Ribas roubou a bola, Ramon esticou, mas Bruno Henrique disparou na esquerda. Com espaço, o camisa 27 acabou tomando a decisão errada e bateu em cima da marcação do Ceará. Nos acréscimos da etapa inicial, aos 48′, Gabigol ‘tabelou’ com o jogador adversário e bateu com força, porém, para fora. Com isso, o Mengo foi para o intervalo vencendo parcialmente o duelo por 1 a 0.

O segundo tempo começou com uma mudança na zaga do Fla. Com dores na anterior da coxa direita, Léo Pereira foi substituído por Bruno Viana por precaução. Aos nove minutos, Diego lançou para Gabigol, que, em posição de impedimento, tentou encobrir o goleiro João Ricardo, mas acabou errando.

Aos 16′, Michael, que havia entrado há pouco tempo no lugar de Diego, tocou, Arrascaeta deu em Andreas, que cruzou mal. Bruno Henrique chegou, bateu forte, mas foi parado por João Ricardo. Aos 25′, Rick tocou em Yony González, que bateu cruzado. No rebote de Hugo, que espalmou para o meio, o camisa 37 do Ceará colocou a bola no fundo do gol do Flamengo e empatou a partida.

A redenção veio aos 33 minutos do segundo tempo. Michael segurou a bola, trabalhou com ela para lá e para cá e cruzou. Bruno Henrique dividiu e, na sobra, e Matheuzinho soltou a bomba para recolocar o Flamengo a frente no placar. Já nos acréscimos, aos 52′, Michael partiu em contra-ataque frenético, tocou no meio, Gabigol fez o corta-luz, e Andreas bateu forte para a defesa de João Ricardo. O lance foi o último da partida e corou a vitória do Fla.

Agora, o Mais Querido respira aliviado e se prepara para entrar em campo novamente nesta sexta-feira (03), quando enfrenta o já rebaixado Sport. O jogo, válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro, acontecerá na Arena Pernambuco, a partir das 20h (horário de Brasília).

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *